segunda-feira, 25 de março de 2013

Filme: O Julgamento de Paris

E por falar em vinho, aqui escrevemos sobre um filme para assistir acompanhado de um taça.O Julgamento de Paris é um filme americano de 2008, dirigido por Randall Miller e que tem como destaque Bill Pullman.
O que esse filme nos mostra além de falar de vinho? Pois bem, ele aborda uma das mais interessantes historias sobre a bebida, um fato importante para a produção do vinho americano, e por que não dize-lo também importante para a produção dos demais vinhos do Novo Mundo (Chile, Brasil, Argentina, África do Sul, Nova Zelândia, etc).
O momento retratado na película foi o da degustação às cegas organizada em 24 de maio de 1976, em Paris, pelo então comerciante de vinhos Steven Spurrier. Seria um acontecimento normal, se o evento não representasse uma tentativa de desmoralização do vinho produzido na Califórnia em meio a comemoração do centanário da Independência Americana.
Pois bem, o resultado da degustação foi a derrota histórica para os vinhos franceses e significou um importante empurrão para o desenvolvimento da produção da bebida não só da Califórnia mais em todos os demais espaços do Novo Mundo. Naquele momento, caiu o mito de que necessariamente os melhores vinho são os franceses, ou aqueles do velho mundo, pois provou-se que é possível produzir vinhos de qualidade em outra áreas. O destaque da degustação foi a garrafa da vinícola Chateau Montelena, que ganhou como melhor vinho branco e até hoje produz excelentes safras.
Para quem quiser assistir ao filme segue o trailer e os link's para baixá-lo. Mais informações sobre as pontuações obtidas pelos vinhos durante a degustação basta acessar o Jornal do Vinho. O Chateau Montelena 1973 virou uma lenda.

Para download em torrent:

http://thepiratebay.se/torrent/7258464/Bottle_Shock_2008_720p_BRRip_x264-MgB
Legenda:
http://www.opensubtitles.org/pb/subtitles/3530858/bottle-shock-pb


Peñalba La Verde TCS 2010

Vinícola: Bodegas Vizar
País: Espanha
Região: Villabañez, Valladolid
Tipo: Tinto
Uva(s):15%Cabernet Sauvignon, 85%Tempranillo
Álcool: 14.5 %

Antes de beber este vinho, estudei rapidamente as informações do rótulo, e considerando a graduação alcoólica informada, optei por deixá-lo uma hora descansando para oxigenar e evoluir.
No inicio ele apresentou bastante destaque para a presença do álcool que infelizmente escondeu suas complexidades. Tentei harmoniza-lo com picanha e arroz à piamontese. Foi uma boa combinação pois o prato não sobressaiu ao vinho nem o contrário.
No fim, achei que evoluiu pouco e não teve um bom custo beneficio.
Comprei pela internet em promoção por R$ 47,00, entretanto, creio que seu preço fique em torno dos R$70,00.
Embora seja um vinho com seu valores, felizmente pelo preço atual, podemos achar melhores vinhos.

Nota: 79/100



 Visual
  Rubi forte 
 Olfativo
  Frutas Vermelhas, Canela 
 Gustativo
 Corpo médio, Fresco e álcool 
 Harmonização
  Combinação entre carnes/massas














sábado, 23 de março de 2013

Pra Começo de Conversa



O vinho pode ser considerado uma das bebidas mais antiga da humanidade, e justamente por isso, deve ser encarado de forma descomplicada. 

Os anos de aperfeiçoamento na sua produção lhe imprime um caráter peculiar e interessante, que apesar das novas tecnologias, não o transforma em  algo inexplicável pois mantém parte de sua tradição simples.

A partir desta concepção, o blog foi criado por nós, para divulgar sobre vinhos e afins - simplificando suas formas de apreciação e acesso.
                                                                                      
Aproveitemos!