terça-feira, 16 de julho de 2013

Carménère: Características e Harmonização

Carménère é um simbolo da viticultura chilena, uma casta que originalmente é da região do Médoc (França). Foi dizimada pela filoxera no séc. XIX, uma praga que ataca as folhas e a raiz sugando a seiva das plantas, com a reconstituição das videiras a Carménère foi substituída por outras castas menos sensíveis, como a Merlot. Ficou desaparecida por muito anos, até ser encontrada no Chile, pelo enólogo francês Jean-Michel Boursiquot em 1994.
Sobreviveu no Chile pela proteção natural que o país oferece, ao norte tem o deserto do Atacama, ao sul a Patagônia, a leste a cordilheira do Andes e a oeste o oceano Pacífico.


Principais Regiões
Quase toda sua produção se concentra no Chile, embora já marque presença nos Estados Unidos e o próprio Brasil começa a produzir bons vinhos com esta cepa.

Características
Os vinhos com a Carménère podem ter a cor vermelha rubi, com bordas sangue até violeta, geralmente intenso, dependendo do modo de maturação. No olfato pode apresentar aromas de frutas vermelhas, herbáceos, especiarias e se tiver amadurecimento na madeira pode despertar aromas como chocolate, charuto, tostado. Na boca contém taninos mais "tranquilos" que a Malbec e a Cabernet Sauvignon, entretanto não chega a ter delicadeza da Pinot Noir ou até mesmo da Merlot. Apresenta um vinho de corpo leve a médio e geralmente com pouca ou média persistência, tendo exceções.

Harmonização
Algumas dicas de combinação com esta casta são carnes vermelhas sem muita gordura, cordeiro assado(famosa no Chile), lasanha à bolonhesa, queijos maduros e peixes gordos(Dourado).

Alguns dos vinhos com a casta Carménère aqui analisados:


6 comentários:

  1. Comprei um viu Manet , no zona sul, e adorei.
    Não conhecia essa uva, e ela agora vai fazer parte dos " meus vinhos preferidos".

    ResponderExcluir
  2. Tenho observado que entre os vários vinhos é o carmenere que após aberto e posto na geladeira permanece por mais tempo com as mesmas característica de seu sabor inicial.

    ResponderExcluir
  3. Tenho observado que entre os vários vinhos é o carmenere que após aberto e posto na geladeira permanece por mais tempo com as mesmas característica de seu sabor inicial.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Casa Silva reserva 2012,Errazuri reserva 2011 e Viu Manet Gran reserva 2012 tb são otimos

    ResponderExcluir
  6. Estou tomando um Carta Vieja Carmenère de 2014, comendo um strogonoff de frango com arroz branco. Muito satisfeito!

    ResponderExcluir