sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Países que mais consomem vinho no mundo.

Como podem ver na tabela abaixo, o consumo de vinho dos países europeus apresentou uma queda. Talvez um reflexo da crise econômica que assona o continente. 
A liderança no ranking dos países consumidores  se mantém com a França na liderança, os Estados Unidos passou a Itália e vem atrás em uma clara ascendência. O Brasil aparece no modesto 14º lugar, o mesmo lugar no ranking de países produtores


Fonte: OIV

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Obikwa Pinotage 2012

Vinícola: Obikwa
País: Africa do Sul
Região: Somerset West
Tipo: Tinto
Uvas: Pinotage
Preço: R$26


Um vinho que é produzidos em proporções industriais e que esta "invadindo" o Brasil, encontrado por R$ 26,00 em muitos super mercados. Um Pinotage, casta tipica sul africana.
O vinho me apresentou na taça uma cor rubi com bordas roxas. No olfato se mostrou frutado com aromas de ameixa e um leve toque de especiarias. Na boca tem um corpo médio e se confirma o olfato, frutado e fácil de beber.
Um vinho simples, honesto e fácil de se encontrar. Se traduz em uma boa opção para o dia a dia.

Nota: 82/100
 

 Visual
 Rubi o reflexos roxos
 Olfato
 Frutas vermelhas e especiarias
 Gustativo
 frutado e fácil de beber
 Harmonização
 Massas e carnes leves
Por Jonas Magalhães

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Os 10 benefícios que o vinho faz a saúde

O portal Terra, no ano passado trouxe uma ótima noticia para que adora beber vinho. A bebida traz diversos benefícios a saúde. Aqui no blog já abordamos alguns benefícios  constatados por pesquisas. Veja em nossa página Vinho & Saúde.

Veja os 10 ponto abordados pela matéria:

Vinho tinto pode prevenir efeitos negativos do sedentarismo

O ingrediente saudável do vinho tinto, o resveratrol, pode prevenir os efeitos negativos do estilo de vida sedentário. Para chegar a essa conclusão, a equipe de cientistas utilizou ratos e simulou a gravidade dos voos espaciais (baixa gravidade torna quase impossível a prática de atividades).
Apenas alguns animais receberam diariamente o resveratrol e o grupo controle (sem resveratrol) desenvolveu problemas, como resistência à insulina e perda de densidade mineral óssea. O restante não apresentou nenhuma dessas complicações. O editor-chefe do FASEB Journal, que publicou o estudo, disse que o resveratrol não é um substituto para o exercício, mas pode retardar a deterioração até que a pessoa possa começar a se mover novamente.


Vinho pode proteger mulheres contra ossos fracos

Beber uma ou duas taças de vinho por dia torna a mulher menos propensa a desenvolver osteoporose, de acordo com um estudo da Universidade Estadual de Oregon, nos Estados Unidos. Os cientistas constataram que os ossos das mulheres que bebem moderadamente ficaram mais fracos quando pararam de ingerir álcool por duas semanas. E, em menos de um dia depois de retomar o hábito, os ossos voltaram ao normal.


Três taças de vinho por semana podem reduzir risco de artrite em mulheres

Cientistas do Instituto Karolinska, na Suécia, analisaram 34.100 mulheres entre 39 e 84 anos e constataram que as que bebiam pelo menos três taças médias (150 ml) de vinho por semana eram até 52% menos propensas a desenvolver artrite reumatoide. A doença é causada pelo próprio sistema imunológico do organismo, que ataca as células que revestem as articulações, e acredita-se que o álcool pode contrariar esse processo, pois diminui a resposta imunológica.

Vinho pode ajudar mulheres a engravidar mais rápido


Segundo pesquisa do Centro de Ciência Epidemiológica Dinamarquês, uma taça de vinho tinto ou branco ao anoitecer aumenta as chances de a mulher engravidar. O levantamento com 30 mil mulheres descobriu que aquelas que ingeriam a bebida regularmente tinham quase um terço menos chances de esperar mais de um ano para ficar grávidas e 23% menos probabilidade de aguardar mais de dois meses. Não se sabe ao certo o motivo do benefício.

Vinho pode impedir aumento de peso

A substância piceatannol, presente no vinho tinto, pode retardar a geração de células jovens de gordura e as impede de se transformarem em células maduras. A pesquisa foi realizada pela Universidade de Purdue, nos Estados Unidos.


Vinho tinto pode proteger contra doenças cardíacas e diabetes

O resveratrol, presente no vinho tinto, pode proteger pessoas com alto risco de doença cardíaca e diabetes. De acordo com pesquisa da Universidade de Maastricht, na Holanda, o antioxidante pode diminuir os níveis de açúcar no sangue e reduzir a pressão arterial. Para chegar à essa conclusão, os cientistas analisaram os efeitos de suplementos de resveratrol em homens obesos.

Vinho pode ajudar mulheres a engordar menos

Mulheres que saboreiam álcool com moderação, especialmente uma ou duas taças de vinho tinto por dia, engordam menos que as abstêmias. A pesquisa realizada por Brigham and Women's Hospital Boston, nos Estados Unidos, avaliou por 13 anos 19.200 americanas a partir de 39 anos. O estudo sugere que o corpo processa as calorias do álcool de forma diferente das dos alimentos.


Vinho tinto pode ajudar a reduzir risco de câncer de mama em mulheres

Beber vinho tinto com moderação pode reduzir um dos fatores de risco para câncer de mama. O estudo do Centro Médico Cedars-Sinai, nos Estados Unidos, constatou que substâncias químicas nas cascas e sementes das uvas tintas reduziram ligeiramente os níveis de estrogênio, enquanto elevaram a testosterona, em mulheres na pré-menopausa que ingeriram a bebida à noite durante cerca de um mês.




Substância do vinho tinto pode aumentar desempenho físico


O resveratrol presente no vinho tinto pode melhorar o desempenho físico, a função do coração e a força muscular. As descobertas são de experimentos de laboratório realizados pela Universidade de Alberta, no Canadá.


Duas taças de vinho por dia podem melhorar qualidade de vida

Saborear duas taças de vinho por dia podem ser o caminho para melhorar a qualidade de vida. De acordo com um estudo da Escola de Medicina da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, beber com moderação leva a resultados melhores em testes de habilidade, emoção, mobilidade e capacidade de entender na meia-idade.
Fonte: Saúde Terra




terça-feira, 27 de agosto de 2013

Sorteio de cachaça mineira

Blog Dionísios: Simplificando o Vinho sorteará uma Cachaça Artesanal Mineira entre seus seguidores do Twitter e Facebook.

O sorteio acontecerá no dia 01 de Setembro de 2013.
Para participar basta seguir o Twitter @DionisiosVinho e Curtir Página do Blog no Facebook. O sorteio será em base aos seguidores do Twitter e posteriormente conferido se o mesmo curtiu a página no facebook.

A cachaça sorteada será Sabor da Terra - Abreus(MG)



Fazenda: Fazenda do Macuco
País: Brasil
Região: Abreus-MG
Envelhecida: Tonéis de Umburana
Álcool: 45%


Envelhecida na Umburana, a cachaça se apresenta bem macia com uma qualidade incrível.  Carrega toda tradição da família Rezende na produção de cachaças na região. Participante do Festival da Cachaça de Abreus-MG 2012." (Jonas Magalhães)

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Qual adega comprar?

 Escolher uma adega para guardar seus vinhos é sempre uma questão que levanta dúvidas. Por isso resolvemos escrever esse texto. 
Vamos nos ater em esclarecer as diferenças entre as principais adegas vendidas nas grandes redes comerciais para que você possa escolher qual adega comprar com segurança.

Vale a pena?
Essa é a primeira questão a se pensar. Acreditamos que optar por ter uma adega vai depender da regularidade que você beba vinho. Se seu hábito é ocasional e tem comércio perto de você, neste caso a adega não vai te interessar. Todavia, se você bebe regularmente, pode ser interessante ter sua adega para reservar seus vinhos, que poderão ficar  armazenados com tranquilidade e ainda estarão disponíveis para quando quiser bebê-los.

Qual a quantidade de vinhos?
Depende de dois fatores. O primeiro está relacionado a frequência com a qual você bebe. Quanto mais se bebe mais espaço precisará. 
O segundo diz respeito ao tipo de vinho que você armazena. Se tem vinhos especiais que evoluirão ou estão agendados para ocasiões especiais, você vai requerer espaço e tempo em sua adega.
Achamos que uma adega de 8 vinhos atende bem aquelas pessoas que não bebem todos os dias e podem repor rapidamente. Uma adega de 18 é um meio termo, te permite ter poucos vinhos especiais e ainda ter espaço para vinhos do dia a dia. Já a adegas de 32 vinhos para cima atende aos enófilos mais empolgados.

Termoelétrica ou Compressor?
Essa talvez seja a maior dúvida entre quem procura um adega. Elas possuem diferentes tecnologias. A termoelétrica usa como base duas placas de cerâmica para tirar o calor do interior da adega e manter a sua temperatura. Já a de compressor usa tecnologia similar a de uma geladeira, com gás.

Qual das duas? 
Essa resposta depende de alguns fatores
Clima de sua cidade: em uma cidade com clima muito quente, a termoelétrica pode não ficar estável e subir um pouco a temperatura, mas nada que destrua seu vinho. Além das placas se desgastarem mais rapidamente. Enquanto condensador mantem estável. 

Outro fator é o valor que você está disposto a pagar.
Geralmente a adega com compressor é bem mais cara que a termoelétrica. Se teu caso é economizar, beber vinho esporadicamente e não reservar nenhum vinho ultra-especial, acho que a termoelétrica lhe serve.

Agora que você já conhece as diferenças e vantagens de cada tipo de adega, aproveite as informações e proteja seus vinhos, caso isso lhe seja conveniente. 



domingo, 25 de agosto de 2013

Consumo de Champagne pode aumentar a inteligência

A partir de agora as borbulhas do Champagne estarão ainda mais saborosas. De acordo com um estudo realizado pelo departamento de Química, Alimentos e Farmácia da Universidade de Reading, no Reino Unido, os ácidos orgânicos encontrados no espumante francês podem aumentar a inteligência.

No relatório, publicado na revista Antioxidants & Redox Signaling, os autores explicam que pesquisas relacionando componentes dos alimentos com a melhora na memória é grande, porém, não havia nenhuma mencionando os ácidos fenólicos. Por isso, a equipe incluiu Champagne (o equivalente a uma taça por dia) na dieta de ratos de laboratório por seis semanas e concluiu que os roedores mostraram uma melhora significativa na memória operacional graças à regulação do ciclo celular no córtex e no hipocampo, as partes do cérebro que controlam o aprendizado e a memória.



O líder do estudo, Dr. Giulia Corona, disse que os testes têm os mesmos resultados em humanos. "Uma taça diária de Champagne, por seis semanas, leva ao aumento da memória", afirmou Corona ao Wine Spectator. "Isso indica que os compostos fenólicos do Champagne podem interagir diretamente com as células nervosas, otimizando a comunicação entre as células e estimulando os nervos que conduzem os sinais elétricos no cérebro".


Fonte: Revista Adega

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Terrazas Reserva Malbec 2010

Vinícola: Terrazas De Los Andes
País: Argentina
Região: Mendoza
Tipo: Tinto
Uva: Malbec
Álcool: 14,5%
Preço: R$28


Terrazas De Los Andes é uma das principais bodegas argentinas. Tem um reconhecimento internacional e varias premiações. Este exemplar comprei por uma pechincha, R$28,00; Normalmente é negociado na faixa do R$60,00.
É um vinho certo para quem não quer errar na escolha de um malbec, ele representa bem toda tipicidade da casta no terroir mendocino.

Na taça me apresentou uma cor bem intensa, rubi com reflexos violetas bem presentes. No olfato se mostra com notas frutadas, ameixa e amora. O seu estagio em carvalho francês, se faz presente com aromas de tabaco e baunilha. Na boca é "carnudo", com taninos presente e um final de boca persistente. O álcool se faz presente, um pouquinho acima do ideal.

É um ótimo vinho,  comprei em uma promoção de supermercado. Em um excelente custo benefício. Harmoniza muito bem com aquele churrasco de domingo.

Nota: 89/100

 Visual
 Rubi com  bordas violetas
 Olfato
 Futas Vermelhas, tabaco e baunilha
 Gustativo
 Encorpado, taninos presentes, boa persistencia e "quente"
 Harmonização
 Cornes Vermelhas

Por Jonas Magalhães

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

A diferença entre Espumante, Champanhe, Prosecco e Frisante

Você sabe qual a diferença entre champanhe, espumante e frisante?

Muitos tem essa dúvida, andam por mercados e lojas de vinhos e vêem estas varias opções para compra e não sabem qual escolher ou até mesmo diferencia-los.

Espumantes, como o próprio nome introduz, contém bolhas(tipo espumas) por causa do gás carbônico, que é mantido na garrafa. O Espumante pode ser feito através do método Chamat ou Champenoise. Chamat, é quando a segunda fermentação ocorre em tanques de aço e o champenoise é quando essa fermentação é feita na própria garrafa


O Champanhe é um "espumante" que é produzido obrigatoriamente em uma região específica (Champagne, França). Tem um rígido controle de qualidade e de regulação. Só pode ser feito com as uvas Pinot Noier, Chardonnay e Pinot Meunier.

Prosecco é o mesmo caso do Champanhe, é um espumante especifico da região de Veneto, Itália. Tem esse nome pela uva que é usada em sua elaboração.

Os frisante são diferentes dos espumante, se assemelha por usar o gás carbônico, só que no frisantes a quantidade é menor e inserida de uma forma artificial.


segunda-feira, 19 de agosto de 2013

POGGIO CAPPONI CHIANTI RISERVA D.O.C.G 2009

Vinícola: Fattoria Poggio Capponi
País: Itália
Região: Toscana
Tipo: Tinto
Uvas: Sangiovese, Syrah e Colorino
Álcool: 13,5%

Preço: R$129,00

Quando se fala em Chianti e Toscana, temos referências de bons vinhos. Pois bem, nem sempre é assim. No Brasil, na última década, tivemos uma invasão de Chiantis de péssima qualidade, o que acabou assustando muitos apreciadores. No entanto, recentemente, o mercado e consumidores começam adquirir mais confiança, hoje temos mais opções de boa qualidade e com bom preço.

Aqui vamos escrever sobre o Chianti Riserva Poggio Capponi 2009, um vinho que passa por amadurecimento por 18 meses em barris de aço (70%) e barris de carvalho(30%).

Vamos ao vinho. Na taça apresenta um rubi com bordas grená. No olfato é bem frutado, com um legve toque amadeirado. Na boca se mostra com nuances de frutas vermelhas, equilibrado e com bom final de boca. Destaco a acidez viva, que o torna bem digestivo.

É um bom exemplar Chianti, sem chances de você errar. No Brasil, podemos dizer que para cada garrafa existe uma surpresa, nesta é garantida a qualidade. Importando pela Proseccoexpress.

Nota: 91/100

 Visual
 Rubi com bordas grená
 Olfato
 Frutado com toque amadeirado
 Gustativo
 Equilibrado, boa acidez e final de boca persistente
 Harmonização
 Massas com molhos de carne
 
Por Jonas Magalhães



domingo, 18 de agosto de 2013

Maiores produtores de vinho do mundo

Como podem ver na tabela abaixo, a produção mundial de vinho teve uma queda nos últimos anos. A liderança no ranking dos países produtores tem a França na liderança, com a Itália pouco atrás. O Brasil aparece no modesto 14º lugar. Repare que a China apresenta um significado crescimento.



Fonte: OIV

sábado, 17 de agosto de 2013

Bodega Goulart C Clásico 2011

Vinícola: Bodega Goulart
País: Argentina
Região: Mendoza
Tipo: Tinto
Uva: Malbec
Álcool: 13,7%
Preço: R$27,20

Um vinho simples e honesto. Bodega Goulart C Clásico 2011 se mostra uma boa opção para o dia a dia. 
Na taça apresenta um rubi intenso e bordas violetas. No olfato é frutado, notas de doce em compota e cereja. Na boca é sedoso, fácil de beber e bem macio. Final de boca com media persistência.
Acompanhou muito bem um lanche e teve um bom custo benefício. Vinho sem erros e agradável.  

Nota:82/100

 Visual
 Rubi com bordas violetas
 Olfato
 Frutado, doce compotas e cereja
 Gustativo
 Sedoso, fácil de beber e macio
 Harmonização
 Pizza e lanches

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

O Blog vai sortear uma Cachaça Artesanal Mineira!

Blog Dionísios: Simplificando o Vinho sorteará uma Cachaça Artesanal Mineira entre seus seguidores do Twitter e Facebook.

O sorteio acontecerá no dia 01 de Setembro de 2013.
Para participar basta seguir o Twitter @DionisiosVinho e Curtir Página do Blog no Facebook. O sorteio será em base aos seguidores do Twitter e posteriormente conferido se o mesmo curtiu a página no facebook.

A cachaça sorteada será Sabor da Terra - Abreus(MG)



Fazenda: Fazenda do Macuco
País: Brasil
Região: Abreus-MG
Envelhecida: Tonéis de Umburana
Álcool: 45%


Envelhecida na Umburana, a cachaça se apresenta bem macia com uma qualidade incrível.  Carrega toda tradição da família Rezende na produção de cachaças na região. Participante do Festival da Cachaça de Abreus-MG 2012." (Jonas Magalhães)

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Vinho em lata?

Pode não ser uma notícia nova, mas fiquei no mínimo curioso quando me deparei com o vinho em lata. O formato moderno para armazenar o vinho pode chocar aos enófilos pelo enfrentamento à tradição e a historia da bebida, que em geral, estão sempre relacionados com a garrafa e com a rolha. 

Podemos enxergar alguns benefícios na lata de vinho, como a praticidade no transporte e a facilidade de manter a bebida em temperatura adequada. 

O lado "negativo" desta novidade é que embalagem lhe obriga a beber o vinho dentro do seu curto prazo de vida. Destacamos também que perde-se aquele prazer e "glamour" da hora de abrir uma garrafa de vinho.

Vendida em Supermercados na faixa de R$ 10,00,  a lata de vinho pode ser uma opção para ter na geladeira, levar para a praia, piqueniques e eventos despretensiosos.

Mas não esqueçamos: este formato de armazenamento só pode ser utilizado para vinhos que devem ser consumidos ainda jovens. E você o que acha? 




terça-feira, 13 de agosto de 2013

AGIORGITIKO OPAP NEMEA 2008

Vinícola: Boutari
País: Grécia
Região: Peloponeso
Tipo: Tinto
Uva: Agiorgitiko
Álcool: 13%
Preço: 58,00


A curiosidade me levou a experimentar este vinho. Um vinho da Grécia, um país que ainda não tinha marcado presença em minha adega. De uma região histórica, Peloponeso, tem como casta única a Agiorgitiko, segunda uva mais plantada na Grécia.

O vinho me apresentou na taça uma cor vermelho claro, translúcido e lágrimas finas e lentas. No olfato um marcante aroma de cereja, leve toque de especiarias(canela) e fundo amadeirado. Na boca é elegante, com corpo leve e equilibrado. Um final de boca de persistência mediana.

O considerei bom custo beneficio, pois foi um vinho agradável, acima da média e ainda valeu para conhecer a casta e os vinhos produzido na terra dos deuses.

Nota: 86/100


 Visual
 Vermelho Claro, translúcido
 Olfato
 Cereja e fundo amadeirado
 Gustativo
 Elegante, equilibrado e final de média duração
 Harmonização
 Carne Assadas


Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Torrontés : Características e Harmonização

Torrontés é uma uva que esta acendendo no gosto do enófilos. Com parentesco da conhecida moscatel, sempre teve um papel secundario na ultilização da casta, antes reservada a simples composição de vinhos de corte. Se a Malbec é a principal casta entre os vinho tintos argentinos, agora os hermanos investem na Torrontés para ser sua "identidade" entre os vinhos brancos. E aos poucos a casta começa a ganhar prêmios e espaço no mercado internacional.

Principais Regiões
De origem espanhola, se adaptou muito bem na Argentina. Embora Mendoza(Argentina) seja um grande polo de produção, é altamente recomendo os vinhos oriundos da região de Salta(Argentina), são de grande qualidade. Também encontramos Torrontés em Portugal e na Bulgária.

Características

É uma casta que produz um vinho amarelo claro que ocasionalmente desenvolve matizes dourados e verdes. Seu aromas principais são florais, cítricos e as vezes frutas tropicais. Na boca surgem os sabores de salada de fruta, às vezes com toques de orégano ou mel. Sempre acompanha uma fresca acidez. 

Harmonização

O Torrontés é o vinho perfeito para tomar como aperitivo refrescante antes de uma comida, ou para acompanhar os sabores delicados de peixes e mariscos. Também harmoniza muito bem com os pratos aromáticos e picantes da Índia, China e Tailândia.

Alguns dos vinhos com a casta Torrontés aqui analisados:

Goulart T 2012 (86)

Alta Vista Classic Torrontés 2011 (85)


Fonte: winesofargentina

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Victoria Park Cabernet - Shiraz 2011

Vinícola: Victoria Park
País: Austrália
Região: Barossa Valley
Tipo: Tinto
Uva: Cabernet Sauvignon (91%) e Shiraz (9%)
Álcool: 13%
Preço: 46,00


A Austrália tem ganhado cada vez mais a atenção do amantes do vinho. Analisamos aqui um vinho que trás uma combinação comum na ilha, Cabernet com Shiraz. Só que este exemplar é o inverso da combinação tradicional, aonde geralmente a Shiraz é a uva predominante, neste vinho a Cabernet Sauvignon se faz presente com 91%. Nem o produtor, nem a importadora revelam qual o tempo exato de estagio em barricas, afirmam que é um breve tempo. 
O vinho se apresenta na taça com uma cor rubi bem forte e bordas violáceas. No olfato o senti um pouco fechado, com o tempo identifiquei aromas leves de frutas vermelhas( cereja) e especiarias. Na boca se mostrou com um corpo de médio a leve densidade, com taninos presentes e um fundo levemente frutado, equilibrado e um final de boca com média persistência.
É um vinho correto, só que sem grandes destaques. Não o achei um bom custo beneficio, na casa dos R$46,00, se pode encontrar vinhos melhores, inclusive australianos.

Nota: 83/100


Visual
 Rubi forte com bordas violeta 
Olfato
 Cereja e especiarias
Gustativo
 Equilibrado, corpo médio e leve frutado
Harmonização
 Costela, kafta e risoto parma
Por Jonas Magalhães

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Vinho tinto ajuda mulheres manterem a forma física

Um grupo de pesquisadores do Brigham and Women's Hospital, em Boston, descobriu que mulheres que bebem vinho tinto são menos propensas a ganhar peso quando envelhecem.

A pesquisa, publicada no Archives of Internal Medicine, acompanhou a rotina de 19 mil mulheres por 13 anos. Todas elas começaram o estudo aos 39 anos ou mais, tendo peso normal, e ao longo dos anos foram reportando a quantidade de álcool ingerida - todas elas tiveram ganho de peso durante o período da pesquisa.

Os cientistas analisaram o consumo de quatro tipos de bebidas diferentes: cerveja, destilados, vinho branco e vinho tinto. Aquelas que não consumiram álcool foram as que ganharam mais peso. Já as que consumiram menos de 40 gramas de álcool por dia apresentaram menos chance de ganhar peso. Entre as bebidas analisadas, aquela que se mostrou menos nociva ao organismo no quesito ganho de peso foi o vinho tinto, seguido pelo branco.

O grupo acredita que isso aconteça porque o vinho causa uma sensação de satisfação parcial, o que fez com que as mulheres, depois de beber o vinho, comessem menos, ou alimentos menos calóricos. Mas eles alertam que isso não pode se tornar uma desculpa para o alto consumo, já que o efeito vem da ingestão de baixas quantidades de álcool.

A descoberta também foi testada com homens, porém, por uma diferença no sistema metabólico, não apresentou o mesmo resultado.


Fonte: Revista Adega


Veja nosso especial Vinho & Sáude .


quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Vinho EA Reserva 2011

Vinícola: Cartuxa
País: Portugal
Região: Alentejo
Tipo: Tinto
Uva: Aragonez, Alicante Bouschet e Syrah
Álcool: 14,5%
Preço: 32,00


Um vinho da renomada Adega Cartuxa, produtora do conhecido Pera Manca. EA é a linha de entrada da vinícola, aqui analisamos o exemplar Reserva. Muito encontrado em super mercados. Por indicação de amigo português, resolvi experimentar.
Na taça me apresentou poucas lágrimas e uma cor rubi forte com borda violácea. No olfato o álcool destoa um pouco, mais notei leve toque de especiarias, cereja e um fundo com baunilha. Na boca é fresco, com taninos firmes e uma boa persistência.
Um vinho agradável, com um preço honesto.

Nota: 84/100

 Visual
 Rubi forte com borda violácea
 Olfato
 Especiarias, cereja e baunilha
 Gustativo
 Fresco, com taninos firmes e uma boa persistência
 Harmonização
 Sopas e Bacalhau ao forno

Por Jonas Magalhães

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Vinho estragado? Como Saber?

Nada pior do que abrir aquela garrafa de vinho e logo sentir um cheiro estranho e um sabor desagradável. Por isso neste post abordamos um tema comum: vinho estragado.

Mas antes de qualquer coisa temos que ter cuidado para diferenciar um vinho ruim de um vinho estragado. Como saber?


Um vinho ruim, se caracteriza basicamente por um desequilíbrio, onde se acentua muito uma característica, em detrimento das outras. Por exemplo um vinho ultra alcoólico ou exacerbadamente acido.

Um vinho estragado tem como base as falhas em sua evolução como: aquela bebida que passou do ponto; o mal armazenado; o contato com sol; luz; calor; ou ainda uma rolha ressecada que favorece a entrada de ar e oxida o vinho. Existe também o bouchonnè, que é o processo em que a rolha de cortiça mofa e contamina o vinho.

Vinho quanto mais velho, melhor?

Esse ditado popular é uma  "armadilha" para muitos.
Responder essa pergunta, elucida bastante sobre vinho estragados. O vinho é uma bebida "viva", ele nasce, evolui e morre. Embora cada vinho tenha sua particularidade, a maioria é para se tomar  jovem ou melhor, logo. Se deixarmos o vinho envelhecer, ele se tornará vinagre em poucos anos. Só em casos de vinho especiais - de longa duração na sua evolução -  por mais tempo, todavia, algum dia também virará "vinagre". Ou seja, muito dos vinho estragados que tomamos, evoluíram, passaram do ponto e "
morreram".

Quais são as principais características de um vinho estragado?

Primeiro  observe a rolha, se ela estiver seca, se desfazendo ou mofada já é um grande indício de que seu vinho está estragado.

Outro aspecto que observamos é a cor. Estranhe se teu vinho tinto estiver com uma coloração atijolada ou se o vinho branco estiver avermelhando, essas cores são normais somente aos vinhos especiais, como já falamos: os de longa evolução. Possivelmente se o vinho é normal e jovem, o seu vinho passou do ponto de evolução. 
Além disso, vinho branco com borbulhas, indica que a bebida iniciou um nova etapa de fermentação, estragando-se completamente.

No olfato, se tiver com aromas desagradáveis como o de vinagre e acetona, o vinho pode ter oxidado. Outra possibilidade é o cheiro de mofo, comum aos vinhos que sofrem o "bouchonée".

Por fim, na boca sentimos um estranho gosto ácido de vinagre e um amargor excessivo. 


Cuide sempre do seu vinho. Evite sol, luz, calor, umidade excessiva e descanse a garrafa sempre deitada para que o liquido permaneça sempre em contato com a rolha.



segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Filme Ratatouille

A Animação Ratatouille, da Disney/Pixar, rompe as barreiras de um simples desenho. A animação nós faz viajar ao mundo que todo enófilo adora: a culinária e a harmonização dos sabores. 
Disponibilizamos uma sinopse básica e mais abaixo link's com trailer, download e legenda. Para que todos vocês possam desfrutar desta linda animação e que ela possa inspira-los nas harmonizações do dia a dia, com boa comida e um excelente vinho para acompanhar. Saúde!

Sinopse(Adoro Cinema)

Paris. Remy (Patton Oswalt) é um rato que sonha se tornar um grande chef. Só que sua família é contra a idéia, além do fato de que, por ser um rato, ele sempre é expulso das cozinhas que visita. Um dia, enquanto estava nos esgotos, ele fica bem embaixo do famoso restaurante de seu herói culinário, Auguste Gusteau (Brad Garrett). Ele decide visitar a cozinha do lugar e lá conhece Linguini (Lou Romano), um atrapalhado ajudante que não sabe cozinhar e precisa manter o emprego a qualquer custo. Remy e Linguini realizam uma parceria, em que Remy fica escondido sob o chapéu de Linguini e indica o que ele deve fazer ao cozinhar.

Trailler


Download


Legenda

Sorteio da Cachaça Artesanal Mineira

Blog Dionísios: Simplificando o Vinho sorteará uma Cachaça Artesanal Mineira entre seus seguidores do Twitter e Facebook.

O sorteio acontecerá no dia 01 de Setembro de 2013.
Para participar basta seguir o Twitter @DionisiosVinho e Curtir Página do Blog no Facebook. O sorteio será em base aos seguidores do Twitter e posteriormente conferido se o mesmo curtiu a página no facebook.

A cachaça sorteada será Sabor da Terra - Abreus(MG)



Fazenda: Fazenda do Macuco
País: Brasil
Região: Abreus-MG
Envelhecida: Tonéis de Umburana
Álcool: 45%


Envelhecida na Umburana, a cachaça se apresenta bem macia com uma qualidade incrível.  Carrega toda tradição da família Rezende na produção de cachaças na região. Participante do Festival da Cachaça de Abreus-MG 2012." (Jonas Magalhães)

domingo, 4 de agosto de 2013

Vinho uruguaio retarda o envelhecimento

Música, alegria e fartura de dar água na boca. No Mercado do Porto, um dos principais centros de gastronomia de Montevidéu, dá para ter uma idéia do que o uruguaio come e o que ele oferece aos turistas. A parrillada, por exemplo, é muito parecida com o churrasco brasileiro.

É fácil entender por que o Uruguai é o segundo maior consumidor de carne bovina do mundo. O país perde apenas para a Argentina. No ano passado, cada uruguaio comeu, em média, 54,7 quilos de carne. Quase 20 quilos a mais que o consumo dos brasileiros.

Decididamente, o Uruguai é um país de carnívoros. Com tanta carne, tantos assados, tanta gordura, como será que os uruguaios estão cuidando da saúde?

A ciência já descobriu que o vinho contém substâncias que fazem bem a nossa saúde, ajudam a prevenir doenças, especialmente as do coração. Agora, novas pesquisas revelam que a quantidade dessas substâncias é maior em algumas variedades de uva. Uma das campeãs é a tannat, a uva mais plantada no Uruguai.

A variedade, que produz um vinho de vermelho intenso, foi levada da França, no fim do século 19. O nome tannat se deve à forte presença de taninos, que são antioxidantes naturais: combatem o envelhecimento precoce e ajudam a prevenir doenças, entre elas, alguns tipos de câncer.

Uma pesquisa do Instituto Clemente Estábile, em Montevidéu, comparou três variedades de vinhos produzidos no Uruguai: Tannat; Merlot e Cabernet Sauvignon. A pergunta era: qual dos três tipos de vinho seria capaz de retardar por mais tempo a decomposição em cérebros de ratos? O vinho Tannat obteve, de longe, o melhor resultado.

"Todos nós temos defesas que são capazes de contra-atacar os radicais livres, mas, quando eles estão em uma quantidade excessiva, nossas próprias defesas não são suficientes. Então, os antioxidantes vão ajudar o organismo a atacar esses radicais livres e a melhorar certas enfermidades onde se produz isso", explica a bioquímica Carolina Echeverri.

No Brasil, outra descoberta: pesquisadores da PUC de Porto Alegre também compararam vários tipos de vinho tinto e encontraram no Tannat uma elevada quantidade de resveratrol, um antioxidadente potente, batizado de elixir da juventude.

"O resveratrol é um antioxidante diferente porque atua em uma proteína chamada cirtuina, que está ligada ao envelhecimento. Essa proteína evita doenças do envelhecimento, como Mal de Parkinson, Mal de Alzheimer e doenças cardiovasculares", diz o químico André Arigony.

O cardiologista e professor da Universidade Católica de Montevidéu, Ricardo Benedetti, indica o Tannat para seus pacientes, mas alerta: "Se você já é consumidor de vinho, siga tomando em doses pequenas, porque o vinho pode, em quantidades grandes, levar ao vício e aí entra em outro problema".

Os pacientes que seguem a recomendação perceberam melhoras. O narrador esportivo Carlos Munhoz toma uma taça de Tannat por dia no jantar. E diz que o bom colesterol subiu de 50 para 60 miligramas, o que afasta o risco de um infarto, por exemplo. "Estou me sentindo melhor", afirma Carlos Munhoz.


Fonte: G1

sábado, 3 de agosto de 2013

Aurora Reserva Tannat 2011

Vinícola: Aurora
País: Brasil
Região: Serra Gaúcha
Tipo: Tinto
Uva: Tannat
Álcool: 12,5%


A uva Tannat é uma casta que produz ótimos vinhos, principalmente no Uruguai. No Brasil tem se produzido bons exemplares desta uva. Aurora Reserva Tannat 2011 é um dos bons vinhos para se conhecer a casta.

A bebida ganhou vários prêmios mundo a fora, como a medalha de ouro no Concurso Mundial de Bruxelas-Brasil e no San Francisco International Wine Competition. Foi selecionado pelo Guia Palácio dos Melhores Vinhos Iberoamericanos, obtendo 92 pontos.


Vamos ao Vinho! Na taça apresentou lagrima medianas e lentas, com um rubi escuros e bordas lembrando goiaba. No olfato inicialmente apresentou-se fechado, mas após descanso na taça, abriram-se aromas de frutas vermelhas escuras como a ameixa. Toque floral(violeta) e um fundo defumado, caraterizado pelo seu estágio em barricas de carvalho (10 meses). Na boca é redondo, bem equilibrado, taninos macios e com um bom volume. Excelente persistência no final de boca.

É um ótimo custo benefício, comprei em promoção por R$ 20,00, contudo, o normal é estar entre 30 a 40 reais.
Harmoniza bem com carnes vermelhas e comida condimentada.


 Visual
 Rubi escuro com borda goiaba
 Olfativo
 Ameixa, violeta e defumado
 Gustativo
 Redondo, equilibrado e final de boca persistente
 Harmonização
 Carnes vermelhas 

Por Jonas Magalhães