sábado, 28 de setembro de 2013

Vinho durante a gravidez não afeta o desenvolvimento da criança

Uma publicação recente da revista médica British Medical Journal mostra uma pesquisa realizada na Inglaterra que demonstra que o consumo moderado de bebidas alcoólicas durante a gravidez não afeta o bebê.

O estudo foi feito por uma equipe da Universidade de Bristol com 6.915 mães que, em sua maioria, haviam consumido bebidas alcoólicas, principalmente vinho e cerveja, durante a gravidez. Mais de 95% se classificaram como consumidores habituais de bebidas alcoólicas.

Dessa forma, os pesquisadores concluíram que as mulheres que bebiam com moderação durante a gravidez não apresentaram dado sinais negativos nem prejudicado o desenvolvimento físico e intelectual dos filhos. As mulheres bebiam, em média, de três a sete taças na semana. Seus filhos, agora com cerca de 10 anos de idade, obtiveram resultados satisfatórios em provas físicas e intelectuais.

Em contrapartida, o estudo diz que o “fator social” pode ter contribuído, já que a situação econômica da região objeto de estudo é muito favorável, com mães de alto poder aquisitivo, bons recursos e outros fatores que podem ter ajudado a um melhor desenvolvimento dos filhos.

Fonte: Revista Adega

Nenhum comentário:

Postar um comentário