quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Cores do vinho na taça

As cores do vinho podem entregar muitas informações e nós ajudar a decifrar suas características. 
Antes mesmo de sentir o seus aromas, podemos caracterizar seu volume, corpo, idade e método de elaboração. 
Para essa importante prática de análise visual do vinho na taça, trazemos um figura que esquematiza e torna fácil sua memorização. Foi compartilhado pela Quinta de Caleiro - Portugal e achamos pertinente dividir com vocês. Esperamos que ajude.



quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Almaúnica Reserva Syrah 2011

Vinícola: Vinícola Almaúnica 
País: Brasil
Região: Vale dos Vinhedos
Tipo: Tinto
Uvas: 100% Syrah
Álcool: 13,5%
Preço:R$55,00


Em nossa serie de visitas ao vale dos vinhedos, conhecemos a vinícola Almaúnica, um dos vinhos que chamou nossa atenção foi este exemplar. Constantemente elogiado pela critica especializada como um dos melhores Shiraz brasileiro.

Vamos ao vinho: Apresenta um coloração intensa, rubi escuro, com lagrimas densas. No nariz é bem intenso, com aromas de frutas vermelhas maduras como a framboesa e amora, forte presença da barrica com toques de chocolate amargo, café e baunilha. Na boca é suculento, com taninos macios e equilibrado, Apresenta toques frutados e uma leve presença da madeira. Final de boca prolongado. 

Um ótimo vinho, com boa complexidade e bom volume na boca. A madeira se destacando um pouco mais do que devia, ao meu gosto. No entanto não esconde por completo o vinho e sua qualidades. Vale a pena experimentar.

O preço é um pouco salgado no mercado(R$85,00). É mais acessível na própria vinícola(R$55,00). Que é um interessante ponto para se conhecer no Vale dos Vinhedos. 

Nota: 89/100
 

 Visual
Rubi intenso, com lagrimas densas
 Olfato
Frutas maduras, especiarias, chocolate amargo e café.
 Gustativo
Tanino macios, estruturado, frutas e madeira. 
 Harmonização
Carne de caça e queijos fortes


Por Jonas Magalhães

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Luna Del Cacciatore Sangiovese Di Toscana 2011

Vinícola: Fattoria il Canneto
País: Itália

Região: Toscana
Tipo: Tinto
Uvas: Sangiovese

Álcool: 13,5%
Preço: R$53,00


Um vinho de um região bem tradicional na Itália, a Toscana.

É um vinho simples. Sem grandes complexidades e fácil de se beber. Na taça me apresentou uma cor rubi fechado bem escuro. No olfato aparece aromas frutados sem grande intensidade e pouco de pimenta do reino. Na boca é equilibrado, agradável, repetindo as frutas(cereja). Final de boca ligeiro.

Seria uma opção de vinho para o dia a dia, se o preço fosse mais acessível. Comprado por R$53,00, hoje se acha na casa dos R$75,00, por esse preço se acha melhores exemplares no mercado.

Nota: 85/100
 

 Visual
Rubi intenso
 Olfato
Frutas vermelha e especiarias
 Gustativo
Equilibrado, frutado e ligeiro
 Harmonização
Pizza
Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Melhores vinhos Argentinos 2014 - Wine Awards 2014

Um dos mais importante eventos que analisam os vinhos Argentinos aconteceu na ultima semana na Argentina. O Argentina Wine Awards 2014 acontece durante a vindima em Mendoza e tem bastante repercussão no mundo vinho. Postamos o resultado do concurso para vocês analisarem e tirarem a própria conclusão. Se degustarem alguns dos vinhos a seguir, senta-se a vontade de comentar. Segue a lista dos melhores vinhos argentinos no Wine Awards 2014

Vencedores do Argentina Wine Awards 2014:


ESPUMANTE MÉTODO TRADICIONAL 


- Zuccardi Blanc de Blancs 2007 

*Familia Zuccardi

TORRONTÉS


- Colomé Torrontés 2013 

*Bodega Colomé


MALBEC

>13.00 <19.99: Es Vino Reserve Malbec 2012 
*Es Vino Wines

>20.00 >29.99: Alta Vista Terroir Selection Malbec 2011 
*La Casa del Rey SA- Alta Vista

>30.00 <49.99: Vineyard Selection Malbec 2012
*Riccitelli Wines

>50.00: Republica del Malbec – Blend de Terroirs 2012 
*Riccitelli Wines

CABERNET FRANC

>20.00 <29.99: Numina Cabernet Franc 2011

*Bodegas Salentein

>50.00: Andeluna Pasionado Cabernet Franc 2010

*Andeluna Cellars

CABERNET SAUVIGNON

>30.00 <49.99: Bramare Lujan de Cuyo Cabernet Sauvignon 2011 

*Viña Cobos

VINHOS TINTOS DE CORTE

>13.00 <19.99: Paz Blend 2012 

*Finca Las Mora

>30.00 <49.99: Field Blend 2011 

*Zorzal Wines

>50.00: Decero Amano, Remolinos Vineyard 2011

*Finca Decero


Este ano foi criado uma premiação especial para cada região vinícola  da Argentina. Segue a lista dos vencedores. Foram analisadas Mendoza, Vale do Norte, San Juan e Patagônia.




VINHOS POR REGIÃO

Vales de Mendoza

- Lindaflor Malbec 2009 

*Monteviejo

Vales do Norte

- Serie Fincas Notables Malbec 2011 

*Bodega El Esteco

San Juan

- Paz Blend 2012 

*Finca Las Moras

Vales Patagónicos

- Fin Single Vineyard Cabernet Franc 2010 

*Bodega del Fin Del Mundo






Animação: Yoga para os amantes do vinho!

Alguns dias atrás postamos um texto sobre os benefícios da Yoga, combinado com vinho( Yoga e Vinho: Uma combinação perfeita!). 
Hoje postamos uma animação super divertida, que traz varias posições do yoga com o vinho em forma de brincadeira. Perceba que combinação perfeita. Divertam-se!


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Vinhos do Brasil: Vinícola Almaúnica

Em nossa série de visitas a serra gaúcha. Hoje abordamos a vinícola Almaúnica, a mais nova das bodegas de ponta no Vale nos Vinhedos.
Localizada bem perto das conhecidas Miolo e Dom Laurindo é fácil de se encontrar. Destacamos o seu Shiraz, um dos melhores da serra gaúcha. Além de sua sede, bonita e moderna com belo parreiral a sua frente.

Com pequenas produções e sem venda em grandes importadoras ou distribuidoras. É uma vinícola que preza na relação produtor e enófilo, o turista tem uma boa explicação sobre seus rótulos e métodos de produção.

Ao chegar à vinícola se pode notar seu ar moderno. Fundada pelos irmãos gêmeos Magda e Márcio Brandelli, este filhos de Laurindo e irmãos de José Brandelli, importante nome da viticultura brasileira.  Nota-se que toda sistema de produção tem uma preocupação em aliar novas técnicas, no entanto se repeitando o terroir e a historia na região.

Todas suas parreiras são localizadas no Vale dos vinhedos.

Visitação

É aberta a visitação nos seguintes horários:
Segunda a sexta-feira: das 8 às 12 horas e 13:30 às 17:30 horas. 
Sábados e Feriados: das 10 às 12 horas e 13:30 às 17:30. 
Domingos: das 10 às 13 horas.

O que gostamos?

- Dentro da degustação oferecida, destaco o  Almaúnica Shiraz Reserva 2011 e o Almaúnica Merlot Reserva 2011. Valem a pena degustar.


Boa Viagem!

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Garrafa de vinho mais cara do mundo? R$470mil

Você tem 470 mil reais sobrando? Se tem siga seu caminho até o Aeroporto Internacional de Dubai. Lá, três garrafas de Château Margaux 2009 Bordeaux estão disponíveis para o seu consumo pela bagatela de 195 mil dólares.

Por enquanto essas garrafas tem sido apontado como a mais cara garrafa de vinho do mundo - e de fato pode-se ter dificuldade em encontrar uma bebida a base de uva mais cara - garrafas mais caras de fato foram vendidos em leilões no passado. Tome-se, por exemplo, uma garrafa de Screaming Eagle que foi vendida por US$500mil em 1992. A 
Screaming Eagle obteve este valor pela raridade, fetiche ou mesmo pela safra excepcional. Já o Château Margaux 2009 é vendido no varejo normal pela bagatela de 470mil.

No entanto estes vinhos não são garrafas simples. Elas são Balthazars, que possuem 12 litros de vinho (garrafas de vinho padrão possuem 750 mililitros). Esta é a primeira vez que o Château Margaux, um produtor proveniente de Bordeaux, tem Balthazars engarrafadas.

Os vinhos vêm com algumas regalias. Qualquer comprador das Balthazars será levado de primeira classe para Bordeaux, para uma visita privada das adegas e vinhas, bem como um jantar com o chefe enólogo.


A seguir deixamos para vocês um vídeo com imagens da produção do Château Margaux 2009.





Fonte: Huffingtonpost.com

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Callia Alta Shiraz/Bonarda 2012

Vinícola: Bodegas Callia
País: Argentina
Região: San Juan
Tipo: Tinto
Uvas: Shiraz(60%) Bonarda(40%)

Álcool: 13,5%
Preço: R$27,00


A bodega Callia situada ao norte de Mendoza, em San Juan. Ali encontrou o terroir ideal para seus vinhos, claramente se destacando o Shiraz da casa. Com vinhedos a mais de 600m de altitude.

Esse vinho é um corte de Shiraz com Bonarda, 30% da bebida passa por 3 meses em barricas de carvalho americana e francês. 

Na taça apresenta uma cor rubi com tons violáceos. No olfato é bem frutado com toque de especiarias doces. Na boca repete o olfato com destaque as frutas em calda, com bom volume, equilibrado e os taninos suaves. Bom final de boca, de boa persistência.

É um vinho agradável, fácil de se beber. Bom custo-beneficio.


 

 Visual
 Rubi com tons violetas
 Olfato
Frutas vermelhas e especiarias doces
 Gustativo
Frutado, equilibrado, taninos suaves e bom final de boca
 Harmonização
Harmonizei com Frango ao molho pardo.
Por Jonas Magalhães

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Vinhos do Brasil: Luiz Argenta

Em nossa visita a Luiz Argenta, logo na entrada podemos perceber uma vinícola imponente. O casarão velho em sua entrada representa o antigo período de construção do grupo união. Logo depois avistamos a sede da atual empresa. Com designe moderno e com belo parreirais em seu lado podemos identificar o espírito ousado da vinícola.

Durante a visita, podemos perceber que a vinícola preza pela modernidade e a possui como um dos seus pontos fortes. A Luiz Argenta é uma das três produtoras brasileiras que usam o processo de produção por gravidade. 
Método em que o vinho percorre cada uma das etapas de produção sem a necessidade de bombeamento(pressão) do material, uvas sofre "menos" nesse processo.
Como relatamos, a sua história tem início no grupo união até que, durante a década de 90, o território foi comprado pelos irmão Argenta.

Outro destaque importante é o design de suas garrafas. A Luiz Argenta importa suas garrafas da Itália e seu design é patenteado pela vinícola no Brasil.

Como Chegar?


A vinícola fica em Flores da Cunha, no final da Avenida principal a Av. Nove de Julho. Basta chegar a cidade e atravessá-la pela avenida principal. Não tem como errar.

Por que ir?

  
Foi eleita uma das mais belas vinícolas do mundo. Seu prédio principal, com a bela vista para as videiras é imperdível.

Além disso, possui um excelente chardonnay e suas garrafas são obras de arte.

Se for visita-la não deixe de conciliar a visita com a vinícola Casa Venturini, são bem próximas.



Informações

Boa Viagem!

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Tannat, características e harmonização.

Tannat tem origem no sul da França, Madiran. Hoje é conhecida mundialmente como uma uva emblemática Uruguaia.
Ficou recentemente muito em foco, depois de em estudos médicos foram constatos que a Tannat é a uva com maior quantidade de resveratrol, um polifenol que tem características anti-cancerígena e anti-envelhecimento ( Veja aqui!).



Principais Regiões


É uma casta que ganhou destaque internacional a partir dos vinhos Uruguaios. No entanto tem bons exemplares do Sudoeste da França, sua origem. E o Brasil já tem ótimos vinhos, se destacando pela sua qualidade. Destaco o Tannat da Don Laurindo, da Casa Venturunni e outros que valem a pena serem degustados. Também podemos encontrar ela em outros países como Argentina, Africa do Sul, Austrália, Itália e E.U.A.

Características


Teu nome não esconde sua principal característica: alto volume de taninos. A Tannat e a Baga(Portugal) estão entre a uvas com maior concentração de taninos no mundo. São vinho "fortes" com boa estrutura e volume. Precisam ser bem trabalhados para não serem desagradáveis e duros. Pode formar vinhos com grande potencial de envelhecimento e que evoluem muito bem com o carvalho. 
Seus aromas comuns lembram frutas vermelhas maduras e o contato com carvalho proporciona toques de baunilha, coco, chocolate, charuto, café, entre outros.
Na boca geralmente apresenta grande volume, com boa estrutura e finais de boca prolongados.

Harmonização


Sua melhor companhia é a parrilha uruguaia. Seus taninos harmonizam muito bem com as carnes gordurosas, como o churrasco dos pampas gaúchos.


Alguns dos vinhos com a casta Tannat aqui analisados:






sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Vinhos do Brasil: Vinícola Pizzato

Ao final do Vale dos Vinhedos encontramos a Pizzato vinhos.

Embora oriunda de uma família tradicional no Vale dos Vinhedos, essa é uma vinícola nova, com inicio de vinificação nos anos 90 e que está colhendo grandes resultados. Como exemplo citamos o destaque conquistado no ultimo guia da revista de vinhos nacionais Adega (2013-2014). Onde o rótulo DNA99 foi eleito o melhor tinto brasileiro. Além disso, o vinho já foi premiado em vários concursos e eventos. Ganha destaque também outros rótulos como o Chardonnay Legno e o espumante Fausto.

Por que visitar?

A vinícola tem ótimos vinhos, dentre eles muito foram premiados. Tem também 

uma vista para o vale que é linda e todo um suporte moderno para degustação em grupos e individual.

O que você não pode perder?

A oportunidade de degustar os vinhos, de conhecer a vinícola e de tirar uma boa foto com o paredão rochoso e o parreiral ao fundo.

Destacamos também  três vinhos que nos chamaram a atenção: Pizzato Legno Chardonnay (2013), Pizzato Alicante Bouschet (2007) e Pizzato DNA99 (2008) . Apreciem!

Como chegar?

A vinícola fica ao final da Rota do Vinho. Ao longo da estrada encontramos várias placas de sinalização. Não é difícil chegar. O trajeto é bem rápido e bonito. Vale a pena! 

Informações


Boa Viagem!

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Para distrair: Comercial de vinho americano. Sensual ou Loucura?

Vinhos SLO de Down Wines é um pequeno produtor de vinho no coração da região vinícola da Califórnia. 

Mas se apresentam com uma atitude diferente do resto das indústria de vinho local. Eles acreditam em uma "filosofia" de vinho, aonde a bebida deve ser disponível para todos os outros 99% da população e não apenas para as elites. No entanto quando olhamos o site da vinícola, notamos um preço que não é muito acessível para "todos"

Com certeza os rapazes no SLO de Down têm uma visão muito diferente do que o seu vinho combina e quais ocasiões são propicias para um brinde.

Esta campanha publicitária é uma série de curtas-metragens que mostra ocasiões sugeridas para combinar com seu vinho. Nada convencionais.

Obviamente gerou muito debate e chocou muitos pelo mundo a fora. No mínimo podemos dizer que são ousados e com alto senso de humor. Façam suas avaliações.

Horticultura


Hipismo


Ménage à Trois




CRÉDITOS

Cliente: SLO Vinhos
Campanha Título: Vai muito bem com...

Ponto Títulos: "Ménage à Trois", "Hipismo", "Horticultura"
Escritor: Jim Bosiljevac
Diretores de Arte: Shawn Gurczak, Matt Klug
Companhia de Produção: Colheita Films
Diretor: Baker Smith
Produtor Executivo: Bonnie Goldfarb
Chefe de Produção: Niko Whelan
Produtor: Leslie Owen
Empresa Editorial: Arcade Editar
Editores: Paulo Martinez e Dean Miyahira
Managing Partner / PE: Damian Stevens
Produtor Executivo: Nicole Visram
On-line: Dirigível Mensagem
Música: Critical Mass
Compositor: H. Scott Salinas
Sound Design / Mix: Tobias Enhus




Fonte: Huffingtonpost.com

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Vinhos do Brasil: Don Giovanni

Situada em Pinto Bandeira, ao lado de Bento Gonçalves(12km) e ao lado do Caminho de Pedra(uma atração turística da região). A Don Giovanni encontra três bons motivos para visita-la: contém uma pousada e um restaurante recomendadíssimos e além de ótimos vinhos, principalmente os espumantes.

Algo nós chamou a atenção em minha visita a vinícola. O rigor e atenção com que profissionais tem para as uvas e safras. Só produzem vinhos tintos em safras especias. Fiquei encantado com o Cabernet Franc e o Tannat, todos do ano 2008. De lá para cá não se produziu mais. Esta em processo de descanso na garrafa o Cabernet Sauvignon 2012 e o Cuvée 2012 (corte de Cabernet Sauvignon/ Merlot/ Tannat/ Ancellota). A paciência com os espumantes, também é algo notório. Tendo uma linha de espumante de 48 meses de maturação( Espumante Dona Bita).

É uma vinícola bem familiar, com um charme para lá de atraente. Ali se realizam vários eventos, como casamentos e jantares especiais.

Embora seja um pouco afastada do Vale dos Vinhedos, vale a pena reservar parte do seu dia e dirigir um pouquinho até Pinto Bandeira para visitar a Don Giovanni. Irá se encantar.

Como chegar?

Vá no sentido Pinto Bandeira ou Caminho das Pedra. No caminho encontrará varias placas. Não confie no GPS, este me foi pouco útil, além de informar locais errados.

Por que ir?

É uma bela vinícola, além de ter uma ótima pousada e restaurante. Ótimos vinhos.

O que não pode perder?

Comer no restaurante algum prato produzido com alimentos colhidos na própria vinícola, destaque para os aspargos. Especialidade de dona Pita.

Não deixe de provar o brandy, um dos melhores que já provei.

Não pode deixar de abastecer sua adega com espumantes. 

Informações


Boa Viagem!



terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Encontro de Vinhos 2014 já tem seis eventos confirmados

Esta chegando o Encontro de Vinhos 2014, evento que tem crescido bastante e está ganhado cada vez mais importância no calendário dos eventos enológicos.

O Encontro de Vinhos fechou 2013 com um saldo positivo de R$ 6,5 milhões gerados em negócios entre expositores e clientes e a expectativa é de que esses números aumentem ainda mais em 2014.

Descontração com informação. Esse é o tema do Encontro de Vinhos que buscará atingir um público médio de 4 mil pessoas e mais de 200 expositores nos 6 eventos já confirmados para este ano. Palestras, degustações temáticas e parcerias com empresas dos segmentos relacionados ao vinho serão destaque na agenda de 2014.

O Top 5 continuará elegendo os melhores vinhos expostos e contará com um júri composto por profissionais gabaritados que avaliarão os cinco rótulos mais pontuados de todos os eventos.

Expositores como: Interfood, Max Brands, Concha Y Toro, Casa Valduga entre outros já confirmaram presença. A Wines of Argentina também já garantiu sua participação e promete apresentar ao público produtores de altíssimo nível.

Calendário 2014


13 de Março(Quinta-feira):Rio de Janeiro
Local: Real Astoria
Horário: das 14h às 22h
Ingressos: R$ 60,00

21 de abril: São Paulo
17 de maio: Ribeirão Preto
26 de julho: Campinas
11 de setembro: Belo horizonte
08 de novembro: Curitiba

Outras informações: www.encontrodevinhos.com.br




Il Costone Sangiovese Di Romagna 2011

Vinícola: Braschi
País: Itália
Região: Emilia-Romagna
Tipo: Tinto
Uvas: Sangiovese
Álcool: 13,5%
Preço: R$53,00


Do norte a Itália, a vinícola Braschi se localiza na província de Forli Cesena. Um vinho varietal da uva sangiovese, com 20% passando por barricas e depois de engarrafado passando por 12 meses em descanso.


Il Costone Sangiovese Di Romagna 2011 na taça me apresentou um vermelho com tons alaranjados. No olfato se destaca aromas leves de frutas frescas(morango e framboesa) com toques de especiarias doces como o açúcar mascavo. Na boca apresenta é leve, com boa acidez e agradável ao palato. 

Achei bem equilibrado e com uma relação custo benefício honesta. Bem gastronômico, acompanha bem uma pasta.


 Visual
Vermelho com bordas alaranjadas
 Olfato
Frutas vermelhas frescas e especiarias doces
 Gustativo
Leve, equilibrado e boa acidez
 Harmonização
Espaguette com molho vermelho
Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Vinhos do Brasil: Vinícola Don Laurindo

Ao visitar o Vale dos Vinhedos, não deixe de conhecer a vinícola Don Laurindo. 
Localizada no coração do Vale, bem próxima ao restaurante Mamma Gema, ela é de fácil acesso.

Ao chegar, não espere encontrar uma mega vinícola, com produção industrial e de sede monstruosa. Bem organizada, com espaço adequado e ótima receptividade, o maior legado da Don Laurindo são seus vinhos e sua história. O brasão da família Brandelli, logo na entrada da sede, mostra a importância da família para a vinícola.

Descendentes de italianos, os donos possuem tradição na área da viticultura, o que demarca a qualidade na elaboração da bebida.

Pioneira em produzir a Tannat no Brasil, a Don Laurindo merece  atenção para seus produtos. Bem enogastronômicos, eles são vinhos com personalidade, de "autor" e com uma expressão clara do Terroir.  

Destacamos aqui a edição limitada do Tannat 2005 - edição comemorativa de 10 anos da casta no Brasil. A bebida ainda se encontra disponível para venda na vinícola e em seu site.

Por que ir?

A
 vinícola reúne elementos importantes em uma bodega: historia, beleza e ótimos vinhos. Podemos perceber o zelo de Ademir Brandelli e sua família para com a cultura do vinho.   

Como chegar?

Ela se localiza no coração do Vale dos Vinhedos. Na Estrada do Vinho, na rua em frente ao famoso restaurante Mamma Gema. Não indico o GPS para localizar uma vinícola no Vale, em particular os que não estão atualizados, mas nesse caso, o Google Maps encontrou o endereço correto e me levou bem certinho ao lugar.

O que não pode perder?

Safras históricas da vinícolas se encontram a venda por R$250,00. 

Deguste especialmente o Chardonnay 2013, a linha Estilo 2009 e o Tannat edição especial 2005.


VISITAÇÃO:
Visitação e degustação: R$ 15,00 por pessoa, o valor é descontado na compra de vinhos.

HORÁRIOS:
 
Segunda-feira a sexta-feira: 08h às 11h45 e 13h30 às 17h30
Sábados e feriado: 10 às 16h
Domingo: 10h às 15h

  INFORMAÇÕES

Site: www.donlaurindo.com.br

Endereço: Estrada do Vinho . 8 da Graciema. Vale dos Vinhedos - Bento Gonçalves/RS
Fone: 0800 510 1600 ou (54) 3459 1600



Boa Viagem!




sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Yoga e Vinho: Uma combinação perfeita!

Já abordamos aqui no Simplificando o Vinho os vários aspectos que o vinho pode contribuir para sua saúde (Vinho & Saúde). Hoje postamos uma combinação que pode aumentar ainda mais seu bem estar.
Reproduzimos aqui uma matéria da Revista Adega que aborda como a combinação entre Yoga e Vinho pode melhorar os seus sentidos e te ajudar a relaxar. 

 
Esperamos que a reportagem incentive todos a praticar mais exercícios, seja o Yoga ou qualquer outro e ainda que bebam vinho (moderamente). Sua saúde vai agradecer!



Superficialmente, yoga e vinho parecem não ter nada em comum. Mas, se olhar de perto, você irá descobrir que eles têm mais coisas em comum do que se imagina.
Vinho e yoga: sintonia com os seus sentidos
"Yoga te ensina a envelhecer graciosamente, assim como uma garrafa de vinho", explica David Romanelli, instrutor na Exhale Santa Monica, que dá workshops de yoga e vinho por todos os Estados Unidos.

Apesar de muitos instrutores tradicionais discordarem - Romenelli disse que o álcool é estreitamente proibido pela medicina Ayurvedic tradicional - é importante ser flexível tanto dentro como fora do tatame.

A chave para beber conscientemente é a moderação, segundo a colega de workshops de Romenelli, ex-sommelier e atual professora de yoga Angela Gargano. "Pense em como você se sente após uma aula de yoga. Sua mente está calma, é o momento perfeito para beber uma taça de vinho, já que você está totalmente em sintonia com os seus sentidos".

Nos workshops, Romenelli e Gargano ensinam os estudantes a ter uma abordagem nova ao degustar uma taça de Merlot. "Nos Estados Unidos, a maioria do vinho é consumido como um coquetel", disse. "Você pode mudar a abordagem para ser parte de um estilo de vida balanceado. Eu definitivamente acredito no modelo europeu de beber com moderação".
Mas nesse nosso cotidiano acelerado, é possível re-energizar - e encontrar alívio - em uma taça de vinho? "O fundamental é realmente conectar todos os seus sentidos", disse Gargano. "Eu acho que nós vivemos em um tipo de nação fast-food, em que estamos sempre com pressa, então é uma maneira inovadora de abordar as nossas vidas".

Romanelli disse que "o vinho não tem a ver com relaxamento e a perda de inibições. Nós não bebemos vinho no Yoga and Wine até as atividades físicas terem terminado. O vinho é destacado como uma paixão cotidiana que, quando explorada moderadamente, pode servir como um meio acessível para os momentos do presente". (Revista Adega)



Saúde!


quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Vinhos do Brasil: Família Larentis

Família Larentis é uma vinícola familiar, simples, charmosa e deve ser ponto certo na sua programação de viagem ao Vale dos Vinhedos. 
É assim que pensamos a Família Larentis. 

Logo ao chegar na vinícola, os integrantes da família nos receberam muito bem. Em seus olhos pode-se notar a paixão pelo vinho - o que une aquelas pessoas por varias gerações e atrai cada vez mais os turistas. 
Recentemente a vinícola passou por um processo de reforma e a vinificação está completamente moderna. Além disso a cave subterrânea está em fase de elaboração.

Apesar dessas transformações, a vinícola conserva seu carisma e seu ar familiar que são os destaques do local.


Como Chegar?


Localizada no meio do Vale dos Vinhedos, a Família Larentis está bem perto da Casa Valduga. É de fácil acesso. Veja no Mapa

O que você não pode perder?

Durante a visitação nos agradou muito o exemplar Reserva Especial Ancelotta 2009 que ali se produz com a limitação de 2 mil garrafas. Para os mais curiosos, vale a pena experimentar o varietal Pinotage 2012, raro no Brasil.

Outra coisa que não se pode perder são as atrações da vinícola durante a vindima, como o piquenique nos vinhedos e a colheita noturna. Nesses momentos o visitante poderá desfrutar os prazeres do vinho em meio ao parreiral. Veja o cartaz!



Informações:



Boa Viagem!




quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Club des Sommeliers Sauvignon Blanc Nova Zelândia 2012

Vinícola: Yealands Estate
País: Nova Zelândia
Região: Marlborough
Tipo: Branco
Uvas: Sauvignon Blanc
Álcool: 13%
Preço: R$42,00


Club des sommeliers é uma linha do grupo Pão de Açúcar. A rede elabora vinhos nas principais regiões do mundo, geralmente com a uva emblemática. Confesso que tenho um pouco o pé atrás com estes vinhos, pois quase todos que experimentei eram ruins. Até esse.

Esse Sauvignon Blanc é proveniente da Nova Zelândia, país que se destaca na produção desta casta, que é predominante na região. Chegando a ter quase 51% da uvas plantadas na ilha.

Vamos ao vinho: Na taça me apresentou uma cor amarelo bem clara, translúcida e bem límpida. No olfato é exuberante e excêntrico, se abre um suco de maracujá, inconfundível. Uma intensidade que esconde outros aromas como frutas brancas (melão). Na boca repete o olfato, sendo bem frutado. Leve e com boa acidez. O final de boca é rápido/média persistência.

É um vinho que me chamou a atenção, bem marcante e com personalidade. Vale a pena experimentar.


 Visual
Amarelo translúcido 
 Olfato
Maracujá e frutas brancas
 Gustativo
Frutado, leve e de boa acidez
 Harmonização
Carnes brancas e queijo de cabra

Por Jonas Magalhães


terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Vinhos do Brasil: Casa Venturini

Para começar nosso especial sobre o vinho no Brasil. Vamos escrever sobre a Casa Venturini, que se localiza em Flores da Cunha à 40km de Bento Gonçalves.

A casa é uma parceria de José Venturini e a conhecida Goés, de São Roque-SP.

Embora tenha décadas de experiências com uvas e vinhos, iniciou em 2001 a vinificação de vinhos finos e hoje tem linhas respeitadas como a Chardonnay e a Tannat, que são os carros chefes da vinícola. Também lançará este ano o Pinot Noir. Suas uvas principais são provenientes da divisa com Uruguai (Campanha Gaúcha), uma região que ganha cada vez mais destaque no Brasil com uma produção de uvas de excelente qualidade.

A visita à casa é um programa muito indicado para quem quer conhecer a serra gaúcha. Principalmente quem quer o contato com a produção crua e a possibilidade de degustação de quase toda uma linha de vinhos. Gostamos muito de nossa visita à casa.

Para grupos de visitantes é disponível a degustação vertical de Chardonnay, que o que significa a possibilidade de experimentar os melhores rótulos de chardonnay que a vinícola produziu desde 2007. Pode-se provar cada exemplar de 2007 até 2011, sendo possível notar toda a evolução e mudança deste excelente vinho. Só ligar e reservar.
 

Outra boa dica é o espaço disponível para jantares, almoços, reuniões e confrarias. Uma ambiente bem aconchegante com toda estrutura para servir bons vinhos e harmonização. Conta até com um fogão a lenha para esquentar as noites frias e preparar os mais variados pratos.

Como Chegar?
 

Saindo de Bento Gonçalves, siga em sentido Caxias do Sul e depois Flores da Cunha. Antes de chegar a Flores, várias placas vão te indicar o caminho da vinícola. É bem fácil, não tem erro e vale a pena.
Nas próximas semanas traremos um especial mais completo da vinícola, com entrevista especial com José Venturini e outras dicas sobre os exemplares da vinícola.

Porque visitar a Vinícola?
 
A Vinícola é tudo aquilo que o turista curioso e
entusiasmado precisa conhecer. Ela foge aos padrões de grandes comércios e te possibilita conhecer a produção e degustar ótimos vinhos. Seus funcionários são bastante atenciosos e contribuirão para o seu aprendizado.

José Ventuniri, é um dono zeloso e cuidadoso nos mínimos detalhes da produção. Isso tornará sua visita à vinícola no destaque da sua viajem pelo sul do país.

O que não pode perder?
 

Não se esqueça de degustar o Chardonnay, este que está nos últimos cinco anos entre os melhores do Brasil na Avaliação Nacional de Vinhos. Eu pessoalmente também recomendo muito o Tannat da casa.
Visitas
 
Segunda à sexta - 8h30 às 11h30 e 14h00 às 17h30
Sábados, domingos e feriados - agendamento prévio de três dias.


Se for visita-la não deixe de conciliar a visita com a vinícola Luiz Argenta, são bem próximas.

Informações


Boa Viagem!




segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Simplificando o Vinho traz um especial sobre o vinho no Brasil

Nós do Simplificando o Vinho, iniciaremos um especial sobre o vinho no Brasil, com postagens que elencam conteúdos diversos: degustação de vinhos brasileiros, vinícolas para se visitar e eventos pelo país.

Para dar conta dessa tarefa, ainda pretendemos visitar regiões como Caldas em Minas, São Joaquim em Santa Catarina e novamente a Serra gaúcha - ponto de partida deste especial. Ao longo do ano daremos destaque para a evolução do enoturismo nacional, a qualidade dos vinhos brasileiros, degustações e eventos pelo país - como a Expovis -, e ainda vamos das destaque a experimentar e analisar de vinhos nacionais.

Começaremos o especial, como já sinalizado, a partir da nossa visita a Serra Gaúcha e a algumas vinícolas, dando destaque para a vindima no Rio Grande do Sul e o enoturismo na região. A ideia é a de trazer nossas impressões e dicas para vocês planejarem conhecer esses destinos ou ainda se informarem.

Esperamos que gostem e que este especial seja útil a todos no Simplificando o Vinho.

Saúde!