quinta-feira, 15 de maio de 2014

Pinot Noir, suas características e dicas de harmonização

Continuando a nossa série sobre uvas, hoje trazemos a delicada Pinot Noir.

A Pinot Noir tem como origem a região de Borgonha, na França. Ganhou fama mundial. É considerada a uva mais complicada de se cultivar e de difícil adaptação. É uma casta muito delicada, muito sensível as mudanças climáticas e pragas. Mas também produz um dos vinhos mais elegantes e delicados do mundo.


Principais Regiões

A Pinot Noir esta presente em vários territórios, tanto no velho mundo como no novo mundo. Mas não tem como negar que seu maior esplendor é alcançado em sua terra natal, a Borgonha(França), aonde produz vinhos complexos, com boa estrutura e capacidade de evoluir, participa também do famoso corte do champagne . Destacamos os Pinot Noir vindos dos EUA(Califórnia e Oregon), da Nova Zelândia e do Chile(Vale do Casablanca). O Brasil apresenta bons vinhos, sem grande destaque, no entanto começa a chamar atenção principalmente nas regiões frias como Santa Catarina e Pinto Bandeira. Destaco minhas experiências com o Aurora de Pinto Bandeira e o Dal Pizzol Pinot Noir 2012.

Características

Como já foi colocado, é uma casta muito delicada, como a casca muito final e de pouca pigmentação, o que gera vinhos mais frágeis, claros e como poucos taninos. Para alcançar seus melhores resultados, o ideal é um clima frio.
Os aromas comuns em seus vinhos podem ser: Frutas vermelhas como cereja, framboesa, morango. Notas de especiarias, tostados e animal quando amadurecido em carvalho. Na boca é elegante e saboroso.

Harmonização

Um uva tão delicada necessita de uma atenção especial para harmonização. Vinhos mais complexos e estruturados necessitarão de prato elaborados, os vinhos do novo mundo são mais dinâmicos e versáteis, acompanham com facilidade pratos leves com carne sem muita gordura. Indicamos algumas harmonizações infalíveis e que do nosso ponto de vista, não oferecem chance ao erro:
  • Pratos clássicos franceses como o escargot à la bourguignonne, coq au vin e Boeuf Bourguignon (Receita)
  • Carnes vermelhas magras.
  • Sopas, como canja de galinha.
  • Queijos brancos (camembert e brie)
  • Chocolate até 70% de Cacau

Temperatura de Serviço

A temperatura de serviço de um vinho Pinot Noir que realça todos os seus aromas e sabores está entre 16° e 18°, dependendo das características. Geralmente o Pinot Noir do novo mundo recomendamos uma temperatura mais baixa do que o tradicionais Pinot Noir da Borgonha.

Para outras uvas indicamos nosso posts sobre a Carménère, Tempranillo, Nebbiolo, Torrontés, Sauvignon Blanc e Chardonnay.

Saúde!










Nenhum comentário:

Postar um comentário