sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Don Giovanni Cabernet Franc 2008 #CBE

Vinícola: Don Giovanni 
País: Brasil
Região: Pinto Bandeira(RS)
Tipo: Tinto
Uvas: 100% Cabernet Franc

Álcool: 13,5%


Já escrevi aqui no blog sobre a visita na Don Giovanni, um lugar encantador, ao lado do caminho de pedra, tradicional ponto turístico de Bento Gonçalves. Vale a pena conhecer(Veja).

Hoje escrevo para a Confraria Brasileira de Enoblogs (#CBE). O tema de Agosto/2014 foi escolhido pelo Felipe Silva do Blog BebadoVinho. A escolha foi um vinho 100% Cabernet Franc. Uva que analisamos e escrevemos sobre suas características no especial Uvas(Veja Aqui!).

Meu vinho escolhido foi o Don Giovanni Cabernet Franc 2008, degustado e adquirido na última visita a vinícola, escolhi este vinho por que é um dos poucos Cabernet Franc com bom resultado no Brasil. Também já degustamos o Aurora Pequenas Partilhas Cabernet Franc 2011, que vale a pena conhecer.

Em conversa com vários produtores da Serra Gaúcha, muitos demonstram a intenção de voltar a dedicar espaço para a Cabernet Franc em seus respectivos vinhedos. Logo podemos ter mais opções nacionais desta casta para degustar.

Vamos ao vinho: Na taça apresenta uma coloração rubi escura com borda violácea e leve opacidade, lagrimas abundantes e lentas. No olfato se destacam aromas de amadurecimento no carvalho, frutas vermelhas maduras, algo mentolado e o tabaco. Na boca é equilibrado, macio, tem um corpo de leve a médio, taninos presentes e bem integrados. Um final de boca com boa persistência e além de confirmar os aromas do olfato(notas vegetais).

É um bom Cabernet Franc. Vale a pena conhecer. Também indico visitar a vinícola, o restaurante e se tiverem a oportunidade, se hospedem e aproveitem ao máximo a aconchegante pousada da Don Giovanni.



 Visual
Rubi escura com bordas violácea e leve opacidade, lagrimas abundantes e lentas.
 Olfato
Aromas de amadurecimento no carvalho, frutas vermelhas maduras, algo mentolado e tabaco. 
 Gustativo
Equilibrado, macio, tem um corpo de leve a médio, taninos presentes e bem integrados. Um final de boca com boa persistência e confirmando os aromas do olfato.
 Harmonização
Harmonizou com bife de panela.

Por Jonas Magalhães


Nenhum comentário:

Postar um comentário