terça-feira, 27 de setembro de 2016

Melhores vinhos chilenos no Rio de Janeiro

Aconteceu no dia 26 de Setembro, no Copacabana Palace, a masterclass ‘Vinhos Medalhistas do Chile’, promovido pela Wines of Chile e a CH2A Comunicação. O Simplificando o Vinho marcou presença no evento e trás os grandes destaques. 

Na prova, foram apresentados rótulos que já ocuparam o topo do pódio do Annual Wines of Chile Awards. O especialista Marcelo Copello conduziu a degustação que contou com a participação dos produtores comentando seus próprios vinhos.

Gostei muito do evento, mostrou a importância que o Chile dá ao mercado brasileiro e carioca. Destaco também a qualidade dos vinhos apresentados.

O masterclass começou por um Rosé que impressionou a todos na degustação. Marquis Gran Reserva Rosé 2016, feito a partir da casta Malbec (85%) e da Cabernet Franc(15%), apresentou uma coloração linda de salmão claro. No olfato é bem complexo, chamando atenção pela proximidade com Sauvignon Blanc, com toques de arruda e maracujá, além de frutas vermelhas. Na bola é leve, fresco e muito elegante. 

Outros vinhos de qualidade foram apresentados, me chamaram a atenção em especial: 

- Amelia Chardonnay 2016: um amarelo vibrante com tons esverdeados. No olfato apresenta frutas cítricas e muito mineral. Na boca é elegante, com boa acidez e amanteigado na medida.

- Apaltagua Carignan Colección Limited Edition: já chamou atenção por 85% do vinho ser feito pela Carignan, uva que vem ganhando bastante destaque no Chile. Na taça é um vinho complexo, no olfato tem aromas  de couro, tabaco, cerejas e especiarias. Na boca marca presença, com taninos vivos e acidez vibrante, um vinho que vai evoluir muito. No entanto já é muito bom na conjuntura atual.

- Ícone Escalera 2010: Um vinho potente. Com muita presença na boca, denso e complexo. Com final longo e bem agradável.

- Casa Silva Gran Terroir de los Andes Los Lingues Cabernet Sauvignon 2014: Sou suspeito para falar da Casa Silva, sou admirador dos seus vinhos e esse exemplar trás tudo que procuramos em um vinho da casta. É complexo no olfato. Na boca é sedoso e ao mesmo tempo vibrante, com taninos presentes e domados.

- Encierra 2012: Vinho com grande destaque na boca, muito gostoso. Embora ainda tenha uma madeira se destacando, a fruta é bem chamativa e os taninos e acidez bem integrados. Vai evoluir.


- Carmem Winemaker´s Reserve Red Blend 2013: Um grande vinho. Perfumado no olfato, na boca é um caldo de uva ("vontade de mastigar o vinho"), taninos presentes e suaves, acidez na medida e final longo. 


Depois da Masterclass, ainda teve um "Walk around tasting", aonde os produtores puderam divulgar os catalogo de vinhos e conversar com o público. Provei vários bons vinhos, alguns ótimos. Mas vou dar destaque a dois vinhos que me chamaram a atenção.

- Montes Outer Limits Sauvignon Blanc 2015: Vinho bastante aromático, com delicioso frescor na boca.

-'Laku' Hijo del Sol The Final Blend: Vinho ícone da Viña Requingua, tem uma curiosidade que a informação da composição de % das castas do vinho vem na rolha. É uma surpresa até abrir a garrafa. O vinho complexo, no olfato apresenta aromas de frutas em compota, couro e chocolate. Na boca é sedoso e potente com final longo e agradável.

O Wines of Chile apresentou ótimos vinhos em um evento bem organizado que possibilitou aos produtores um espaço interessante para dialogar com a imprensa especializada e trabalhadores do setor.


Gostei da experiência. Parabéns aos organizadores do evento! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário