Mostrando postagens com marcador Brasil. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Brasil. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 1 de abril de 2014

Salton Talento 2007

Vinícola: Salton
País: Brasil
Região: Serra Gaúcha
Tipo: Tinto

Uvas: Cabernet Sauvignon(60%), Merlot(30%) e Tannat(10%).
Álcool: 13%
Preço: R$59,00



Salton Talento é um vinho premim da vinícola Salton. Um assemblage com maior porcentagem da Cabernet Sauvignon(60%). Ganhou o prêmio de Melhor Vinho Premium do Brasil pela ABS(Associação Brasileira de Sommeliers). 

Vamos ao vinho. Na taça me apresentou uma coloração rubi, meio opaca. Com lágrimas densas e lentas. No olfato é bem complexo com aromas de frutas em compota( ameixa), café, chocolate amargo e coco queimado. Na boca é bem amplo, equilibrado, com taninos macios e de média acidez. Destaque ao final de boca prolongado.

É um vinho que me agradou bastante. Vale a pena comprar. É um vinho com um preço bem honesto. Mostrou-se com grande potencial, bebi este exemplar sete anos depois da safra e estava pleno.


 

 Visual
Rubi intenso opaco com lágrimas lentas e densas.
 Olfato
Frutas vermelhas em compota, café, chocolate amargo e coco queimado.
 Gustativo
Equilibrado, com taninos macios e média acidez e boa persistência.
 Harmonização
Carnes vermelhas, carnes de caça, queijos fortes e massas condimentadas

Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 10 de março de 2014

Espumante Don Giovanni Brut Rosé

Vinícola:Don Giovanni
País: Brasil
Região: Pinto Brandeira - RS
Tipo: Espumante
Uvas: Pinot Noir(50%), Merlot(40%) e Chardonnay(10%)

Álcool: 12,4%

Espumante Don Giovanni Brut Rosé é um destaque da Don Giovanni. Especialista em espumantes, que se privilegia do ótimo terroir de Pinta Bandeira-RS.

Feito através do método Champenoise, 12 meses. É um vinho de difícil produção, pois necessita ter um "time" preciso de contato da casca da Pinot Noir com o líquido, se demorar muito pode adquiri uma coloração tinta.


Vamos ao espumante, na taça apresenta uma cor rosada bem clara e bonita. Perlage finas, intensas e bem distribuídas. No olfato apresenta uma boa intensidade, a Pinot contribui bastante com aromas de frutas frescas, como morango e amora. Na boca repete o olfato com toques frutados. Bem refrescante e de boa acidez. 

É mais um ótimo exemplar de espumante brasileiro, de boa complexidade e bem versátil para harmonizar. Acompanha bem pratos leves como saladas, sanduíches e carnes "magras".

Veja como é visitar a Don Giovanni


 

 Visual
Rosa claro. Perlage finas, intensas e bem distribuídas
 Olfato
Frutas frescas, como morango e amora
 Gustativo
Complexo, frutado, ótima acidez
 Harmonização
Pratos leves

Por Jonas Magalhães


quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Almaúnica Reserva Syrah 2011

Vinícola: Vinícola Almaúnica 
País: Brasil
Região: Vale dos Vinhedos
Tipo: Tinto
Uvas: 100% Syrah
Álcool: 13,5%
Preço:R$55,00


Em nossa serie de visitas ao vale dos vinhedos, conhecemos a vinícola Almaúnica, um dos vinhos que chamou nossa atenção foi este exemplar. Constantemente elogiado pela critica especializada como um dos melhores Shiraz brasileiro.

Vamos ao vinho: Apresenta um coloração intensa, rubi escuro, com lagrimas densas. No nariz é bem intenso, com aromas de frutas vermelhas maduras como a framboesa e amora, forte presença da barrica com toques de chocolate amargo, café e baunilha. Na boca é suculento, com taninos macios e equilibrado, Apresenta toques frutados e uma leve presença da madeira. Final de boca prolongado. 

Um ótimo vinho, com boa complexidade e bom volume na boca. A madeira se destacando um pouco mais do que devia, ao meu gosto. No entanto não esconde por completo o vinho e sua qualidades. Vale a pena experimentar.

O preço é um pouco salgado no mercado(R$85,00). É mais acessível na própria vinícola(R$55,00). Que é um interessante ponto para se conhecer no Vale dos Vinhedos. 

Nota: 89/100
 

 Visual
Rubi intenso, com lagrimas densas
 Olfato
Frutas maduras, especiarias, chocolate amargo e café.
 Gustativo
Tanino macios, estruturado, frutas e madeira. 
 Harmonização
Carne de caça e queijos fortes


Por Jonas Magalhães

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Gran Legado Brut Rosé Charmat

Vinícola: Wine Park
País: Brasil
Região: Garibaldi - RS
Tipo: Espumante
Uvas: Merlot e Pinotage

Álcool: 12%
Preço: R$ 24,00

Para aguentar a o verão arrebatador do Rio de Janeiro e a procura por bons espumantes para refrescar nossos dias, hoje destacamos um ótimo espumante da Gran Legado.

Feito através do método chamat, Espumante Gran Legado Rosé Chamat se destaca pelo seu frescor e seus aromas tropicais.

Com a perlage fina e de boa persistência, tem o visual bonito com a cor da melancia. No olfato se apresentam aromas de morango fresco, framboesa, violeta, mato verde e brisa do mar. Na boca é refrescante, de ótima acidez e com uma ponta doce, lembrando guaraná.


Gran Legado Espumante Brut Rosé, ganhou a única “Gran Medalla de Oro” pelo  Brasil no Vinandino 2013, realizado em Mendoza(Argentina). Pode ser considerado um espumante bem tropical e uma boa dica para o verão. Ótimo custo-beneficio. 

Nota: 90/100


 Visual
Cor de Melancia
 Olfato
Morango fresco, framboesa, violeta, mato verde e brisa
 Gustativo
Refrescante, ótima acidez e guaraná
 Harmonização
Entradas
Por Renata Cardoso

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Espumante Casa Valduga Arte Brut 2012

Vinícola: Casa Valduga
País: Brasil
Região: Bento Gonçalves
Tipo: Espumante

Uvas:60% Chardonnay e 40% Pinot Noir
Álcool: 12%


Com as festas de fim de ano chegando e o calor se intensificando. A compra de espumantes passa a ganhar destaque. Muitos sabem que o espumante brasileiro é conhecido mundialmente. Hoje trago um clássico brasileiro, o espumante Casa Valduga Arte Brut 2012. Feito a partido do método tradicional, champenoise. Método no qual a segunda fermentação ocorre na própria garrafa.

Vamos a degustação: Na taça me apresentou uma cor pálida, bem translúcida, com reflexos amarelo palha brilhante e uma perlage persistente. No olfato se destacam frutas brancas, como melão. Na boca é elegante, refrescante, boa acidez e um final de boca de média persistência.

Um bom espumante para eventos sociais e ocasiões despretensiosas. Ótimo custo beneficio.



 

 Visual
Translúcido com reflexos amarelo palha
 Olfato
Frutas brancas, destaque melão.
 Gustativo
Elegante, boa acidez e média persistência
 Harmonização
Peixe e queijos brancos

Por Jonas Magalhães

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Miolo Reserva Tannat 2012

Vinícola: Miolo
País: Brasil

Região: Campanha Gaúcha
Tipo: Tinto
Uvas: Tannat

Álcool: 13,5%
Preço: R$27,90


Mais um belo exemplar da safra 2012 brasileira. O Miolo Reserva Tannat 2012 é mais um vinho que confirma que será uma safra inesquecível.

Ganhador da medalha de ouro no Concurso Tannat al Mundo, no Uruguay. Ele mostra a boa fase da casta Tannat na Campanha Gaúcha.

O vinho me apresentou uma cor vermelho rubi com bordas roxas, lágrimas com boa densidade. No olfato apresenta aromas de frutas vermelhas maduras, especiarias e um toque herbáceo. Na boca é equilibrado, de boa densidade, com taninos marcantes. Com bom final de boca e de média persistência.

Um vinho bem correto, agradável e excelente custo beneficio. Um destaque na linha reserva da Miolo, facilmente achado em qualquer rede de super mercado.


Nota: 87/100

 

 Visual
 Vermelho rubi com borda roxas
 Olfato
 Futas vermelhas maduras, especiarias e herbáceo
 Gustativo
 Equilibrado, taninos marcantes, bom final de boca com média persistência 
 Harmonização
Frango com quiabo e churrasco gaúcho

Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Villa Francioni Rosé VF 2012

Vinícola: Villa Francioni
País: Brasil
Região: São Joaquim - SC
Tipo: Rosé
Uvas: Assemblage

Álcool: 13,4%
Preço: R$58,00(Bodega Express)


Sabe aquele vinho que te surpreende? Pois bem, este Villa Francioni Rosé (VF Rosé) vem ganhando espaço no mercado nacional e impressionou até mesmo a belíssima Madonna, n'uma de suas visitas ao Brasil.

O designe da sua garrafa já é um grande atrativo. O fundo espesso e o rótulo transparente dão destaque a bela cor da bebida, que combina perfeitamente com a tonalidade escolhida pelo produtor para o envólucro do gargalo.


A harmonia do vinho não se encerra somente no seu visual para venda. Na taça o VF Rosé tem uma coloração ferrugem brilhante que nos lembra o vermelho claro translúcido. 

Seus aromas são complexos e marcantes. Podemos sentir toques claros de tangerina, damasco, romã, pêra, maça e ainda um floral delicado. Cabe ressaltar que a complexidade dos aromas não cria falsa expectativa sob o paladar.
Na boca é levemente sedoso, pouco amanteigado, bem fresco e redondo. Combina perfeitamente com dias quentes e comidas leves como: saladas, queijos e peixes frescos, canapés que misturam frutas secas e queijos azuis e me arrisco a dizer que, provavelmente, harmoniza com uma boa salada de frutas! 


Nota: 92/100
 

 Visual
Ferrugem 
 Olfato
Frutas tropicais e floral
 Gustativo
Pouco amategado e freco
 Harmonização
Saladas, queijos frescos e canapés sem carne

Por Renata Cardoso

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Dal Pizzol Pinot Noir 2012

Vinícola: Dal Pizzol
País: Brasil
Região: Serra Gaucha
Tipo: Tinto
Uvas: Pinot Noir

Álcool: 12,5%
Preço: R$ 49,00


Já escrevemos aqui antes sobre a expectativa positiva com a safra 2012, no Brasil (Veja aqui!). Esse Pinot Noir, da Dal Pizzol me confirma tal analise e sentimento, espero que se confirme nos proximos vinhos que experimentar. 

Vamos ao vinho, na taça me apresentou uma cor rubi brilhante e de pouca intensidade. No olfato é intenso e frutado, com destaque ao morango, framboesa e cereja em compota. Na boca é elegante, leve e confirma os aromas frutados do olfato, com final de boca agradável(doce).

Se mostra um bom exemplar da Pinot Noir no "novo mundo", valendo o que paguei por ele. Acompanhou muito bem uma pizza margarita. 



 Visual

Rubi brilhoso
 Olfato
Frutado, morando, framboesa e cereja em compota(calda)
 Gustativo
 Equilibrado, leve e final doce
 Harmonização
 Pizza

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

RAR Cabernet Sauvignon / Merlot 2009

Vinícola: RAR
País: Brasil
Região:Campos de Cima da Serra/RS
Tipo: Tinto
Uvas: Cabernet Sauvignon e Merlot


A RAR é uma parceria entre o grupo Miolo com Raul Anselmo Randon. Um vinho comprado a R$40 no inicio do ano, hoje se acha por R$36 ou menos.
O vinho me apresentou uma cor rubi forte. No olfato uma destacada presença do álcool e completando sem grande destaque um leve toque de frutas vermelhas. Na boca se mostra com um corpo médio, acidez forte e com álcool presente.
É um vinho que se mostra agressivo, tanto no álcool como acidez. Indico decantar bastante. Mesmo assim fiquei decepcionado, esperava um vinho melhor.

 Visual
 Rubi Forte
 Olfato
 Álcool e frutas vermelhas
 Gustativo
 Acidez forte e álcool
 Harmonização
 Carne Assada
Por Jonas Magalhães

sábado, 3 de agosto de 2013

Aurora Reserva Tannat 2011

Vinícola: Aurora
País: Brasil
Região: Serra Gaúcha
Tipo: Tinto
Uva: Tannat
Álcool: 12,5%


A uva Tannat é uma casta que produz ótimos vinhos, principalmente no Uruguai. No Brasil tem se produzido bons exemplares desta uva. Aurora Reserva Tannat 2011 é um dos bons vinhos para se conhecer a casta.

A bebida ganhou vários prêmios mundo a fora, como a medalha de ouro no Concurso Mundial de Bruxelas-Brasil e no San Francisco International Wine Competition. Foi selecionado pelo Guia Palácio dos Melhores Vinhos Iberoamericanos, obtendo 92 pontos.


Vamos ao Vinho! Na taça apresentou lagrima medianas e lentas, com um rubi escuros e bordas lembrando goiaba. No olfato inicialmente apresentou-se fechado, mas após descanso na taça, abriram-se aromas de frutas vermelhas escuras como a ameixa. Toque floral(violeta) e um fundo defumado, caraterizado pelo seu estágio em barricas de carvalho (10 meses). Na boca é redondo, bem equilibrado, taninos macios e com um bom volume. Excelente persistência no final de boca.

É um ótimo custo benefício, comprei em promoção por R$ 20,00, contudo, o normal é estar entre 30 a 40 reais.
Harmoniza bem com carnes vermelhas e comida condimentada.


 Visual
 Rubi escuro com borda goiaba
 Olfativo
 Ameixa, violeta e defumado
 Gustativo
 Redondo, equilibrado e final de boca persistente
 Harmonização
 Carnes vermelhas 

Por Jonas Magalhães

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Primeira Estrada Syrah 2010

Vinícola: Estrada Real
País: Brasil
Região: Minas Gerais
Tipo: Tinto
Uva: Syrah
Álcool: 13,5%
Preço: R$59,90





Esperava a muito tempo para analisar o vinho de Minas Gerais. Tão famosa por produzir as melhoras cachaças brasileiras, as montanhas de Minas agora se aventuram no mundo da viticultura. 
Já abordamos a produção de vinho em Minas Gerais aqui no blog (Vinhos em Minas), hoje analisaremos a estrela principal desse projeto: o vinho Primeira Estrada 2010, da casta Syrah. 

O projeto apresenta uma especificidade: a colheita é feita na época seca do inverno, nos meses de julho e agosto. O normal no resto do mundo é colher no verão.Destacamos que o vinho passou por 12 meses em barricas de carvalho e mais um ano envelhecendo na garrafa.

Vamos ao vinho: na taça é bem escuro, um rubi denso, com lágrimas finas e lentas. No olfato é volumoso, apresenta aromas doces como caramelo, açúcar mascavo, baunilha e um fundo de frutas vermelhas. Na boca tem um corpo médio, equilibrado e sedoso, tem um leve toque de tostado e café, além de final de média persistência. Bem gostoso.

Está aprovado! Um bom vinho, acho que tem tudo para evoluir. Os vinhedos são novos e certamente trarão maior evolução com o passar do tempo.
Hoje o preço ainda é um pouco salgado, pois normalmente é vendido a R$75,00. Comprei em promoção por R$59,00 e de certo, podemos  encontrar vinhos melhores nessa faixa de preço, entretanto, vale a pena experimentar, até pela curiosidade de um novo terroir.

Nota 88/100


 Visual
 Rubi denso, lágrimas finas e lentas
 Olfato
 Volumoso, caramelo, açúcar mascavo e baunilha.
 Gustativo
 Corpo médio, equilibrado, sedoso, tostado, café.
 Harmonização
 Pizza e massas


Por Jonas Magalhães

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Espumante Miolo Cuvée Tradition Brut 2011

Vinícola: Miolo
País: Brasil
Região: Vale dos Vinhedos
Tipo: Espumante
Uva(s): Pinot Noir / Chardonnay
Álcool: 11.5 % 


"Espumante brasileiro natural elaborado pelo processo clássico (Champenoise) de fermentação na própria garrafa e envelhecido por um ano sobre as próprias leveduras da fermentação, onde através da "Autólise" das mesmas confere a este produto uma complexidade particular. O vinho base é uma Assemblage de uvas Chardonnay e Pinot Noir. Sua produção é limitada, todos os anos é feita uma "tiragem" do número pré-determinado de garrafas. " (Site da Miolo) 

Este foi sem dúvidas um dos melhores espumantes que degustei na relação custo-benefício. É bem honesto, achei no supermercado por R$23,00, geralmente acha-se em lojas especializadas de vinhos na faixa dos 30 reais.

Sobre o espumante, ele me apresentou um amarelo bem leve, lembrando palha de milho seca. Uma camada de espuma leve, sem grande destaque. No Olfato é bem representativo, me veio em destaque o abacaxi, mel eum fundo bem gostoso de frutas brancas como pera e maça. Na boca é agradável, equilibrado e bem refrescante.

Nota: 86


 Visual
 Amarelo Palha
 Olfativo
 Abacaxi e frutas brancas
 Gustativo
 Equilibrado e refrescante
 Harmonização
 Saladas


quarta-feira, 29 de maio de 2013

Miolo Reserva Pinot Noir 2011

Produtor: Miolo Wine Group
País: Brasil
Região: Campanha Gaúcha
Uva: Pinot Noir
Álcool: 13%


Produzir bons vinhos da casta Pinot Noir é muito difícil, necessita de muito cuidado e um terroir muito específico, sempre que posso escolho vinhos de regiões que tem certa tradição ou reconhecimento na produção desta casta. Como Borgonha(França), Casablanca(Chile), Oregon(E.U.A) e Nova Zelândia. Geralmente são vinho caros e não temos tantas opções para comprar, como é com a uva cabernet sauvignon.  Ou seja, temos que "garimpar" bem em lojas e supermercados para achar um vinho bom e barato desta casta.
Eis que não precisei ir muito longe nesta minha  tarefa de garimpagem, para achar um bom Pinot Noir a um preço honesto. Claro, não podemos esperar deste Miolo Reserva Pinot Noir 2011 a mesma complexidade e qualidade que um bom vinho das regiões acima descritas, mais valeu o que paguei(R$27,00).

Vamos a análise do vinho, na taça me apresentou uma bebida de cor clarinha, um rubi bem fraquinho. No Olfato aromas de frutas vermelhas, um fundo adocicado lembrando caramelo. Na boca é agradável, leve e gostoso, bem fácil de beber.
Não apresenta aromas muito nítidos e fortes, mais demonstra qualidades para o preço que se paga.

Nota:82/100



 Visual
 Rubi Clarinho
 Olfativo
 Frutas Vermelhas, Caramelo
 Gustativo
Leve e fácil de beber
 Harmonização
 Pizza e comidas leves


quinta-feira, 23 de maio de 2013

Dal Pizzol Do Lugar Merlot / Cabernet Sauvignon 2010

Produtor: Dal Pizzol
Tipo: Tinto
Castas: Merlot / Cabernet Sauvignon
Safra: 2010
País: Brasil
Região: Bento Gonçalves
Álcool: 13,0%

Um vinho simples, para seu dia a dia, que vai atender bem qualquer prato simples, que não tenha muita complexidade.
Esse é o Do Lugar , a linha mais simples da vinícola Dal Pizzol. Elaborado a partir das castas Merlot e Cabernet  Sauvignon, é um vinho que consegue ter a características de ambas, o corpo e os taninos da Cabernet e a macies da Merlot.
Na taça me apresentou a cor rubi, bem forte. No olfato frutas vermelhas, não consegui especificar uma fruta especifica. Na boca é simples, maciez que lembrava geleia de morango, um pouco de acidez e com final rápido e doce. 
Não é um vinho muito complexo, mais acompanha bem o dia a dia, até 25 reais vale a pena, acima deste valor se encontra vinho bem melhores.

Nota: 80/100


 Visual
 Rubi Forte
 Olfato
 Frutas Vermelhas
 Gustativo
 Simples, macio, rápido e doce no final
 Harmonização
 Massas, queijos, pizza e aves


segunda-feira, 15 de abril de 2013

Bueno Paralelo 31º 2010

Vinícola: Bueno Bellavista Estate 
País: Brasil
Região: Campanha Gaúcha, Brasil
Tipo: Tinto
Uva(s): Cabernet Sauvignon, merlot e Petit Verdot
Álcool: 13.5 %

Hoje aproveitei que deu uma esfriada no tempo para tomar um vinho com minha companheira. Perguntei se tinha alguma preferência, ela me disse para surpreende-la, então, escolhi este vinho. Em geral bebemos vinhos de baixo custo e importado, mais dessa vez, escolhi o Bueno Bella Vista Estate Paralelo 31º 2010, um exemplar nacional conhecido pela parceria entre o narrador Galvão Bueno e a vinícola Miolo, hoje vendido a um preço elevado(R$80,00). Na época o adquiri por uma associação à um clube de vinhos por R$40,00, um valor mais acessível.
Sem que ela soubesse a escolha, lhe ofereci a taça e logo gostou muito, conseguiu perceber no olfato o tabaco e, na boca, o equilíbrio do vinho. 
Agora vamos para as outras impressões da bebida: é um blend com Carbernet Sauvignon, Merlot e Petit Verdot de cor Rubi; no olfato as frutas vermelhas são marcante, como ela alertou: o tabaco e o torrado presentes; na boca apresenta corpo mediano e equilibrado.
Se tiver a oportunidade, amigo leitor, aproveite e prove pois vale a pena. Afinal, n'um dia friozinho, nada melhor que um bom vinho com a pessoa amada.

Nota: 83/100



 Visual
  Rubi
 Olfativo
 Frutas Vermelhas, Tabaco
 Gustativo
 Corpo médio, equilibrado 
 Harmonização
 Rosbife


Por Alexandre Oliveira