Mostrando postagens com marcador Cabernet Sauvignon. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Cabernet Sauvignon. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 21 de maio de 2013

Carmen Classic Carmenère 2011

Produtor: Viña CarmemTipo: Tinto
Região: Valle Central
País: Chile
Uvas:
Carmenère (85%) e Cabernet Sauvignon (15%)
Álcool: 13,5%


Um vinho informal, que pode ser bebido no seu dia a dia e ter agradar plenamente, assim descrevo Carmen Classic Carmenère 2011. Bebi em um momento de descontração e me atendeu plenamente.
Na taça me apresentou uma cor rubi com bordas violetas bem escuras, bem límpido e com lagrimas timidas. No olfato me veio bem frutado, frutas vermelhas. Já boca é bem redondo, fresco e com notas bem herbáceas. Fácil de beber e gostoso. Indico.

Nota: 85/100


 Visual
 Rubi com bordas violetas 
 Olfato
 Frutas vermelhas
 Gustativo
 Redondo e fresco
 Harmonização
 Prato leves

Por Jonas Magalhães

terça-feira, 14 de maio de 2013

Château Los Boldos Cabernet Sauvignon Tradition 2011


Vinícola: Chateau Los Boldos
País: Chile
Região: Valle del Cachapoal
Tipo: Tinto
Uva: Cabernet Sauvignon
Álcool: 13,5%

Esse vinho foi um presente que valeu a pena receber. Segundo informações do produtor, foi amadurecido em barrica de carvalho francês, americano e tanque de inox por seis meses. Além disso  descansa na garrafa por mais seis meses. 
De cor rubi marcante, percebemos no olfato aromas leve frutados, com um toque de condimentos. Na boca confirma as sensações aromáticas, principalmente o frutado se confirma, com taninos macios. Harmonizou bem com uma carne grelhada. Em minha opinião um bom vinho, que honra a tradição chilena de fazer bons vinhos.

 Visual
 Rubi
 Olfato
 Frutas Vermelhas e Especiarias 
 Gustativo
 Taninos Macios e frutado
 Harmonização
 Carne Grelhada
Por Alexandre Oliveira





domingo, 28 de abril de 2013

Toro Loco Crianza 2010

Vinícola: Viña Coviñas
País: Espanha
Região: Utiel-Requena
Tipo: Tinto
Uva: Tempranillo, Cabernet Sauvignon
Álcool: 12,5%

Lembro-me de toda polêmica e espera que o vinho Toro Loco Tempranillo 2011 teve junto aos enófilos brasileiros, ele que tornou-se famoso mundialmente por ser vendido a 3,59 libras na Inglaterra e por ganhar a medalha de prata na tradicional International Wine & Spirits Competition. 
Já falamos dele aqui no blog, destacamos sua facilidade de beber e o excelente custo-beneficio, ressaltamos também que embora seja um excelente vinho, não se pode esperar dele um vinho superior aos grandes vinhos franceses ou até mesmo os ícones do Novo Mundo, como subentende-se pela conquista acima citada.
Agora o Toro Loco chega ao brasil com um outro exemplar, o Toro Loco Crianza 2010, que se difere do "premiado" principalmente pelo seu estágio em barrica de carvalho francês(06 meses) e pela adição de 10% da uva Cabernet Sauvignon, além das demais influencias, como o ano da colheita, o clima, etc.
A adição da rainha das uvas, a Cabernet Sauvignon, ofereceu mais estrutura ao vinho, taninos presentes e maior complexidade a bebida, embora seja só 10%. A predominância da Tempranillo se faz notar principalmente no corpo leve a médio do vinho e o baixo teor álcoolico.
No olfato, a nova edição é mais "defumada", influenciada pela barrica, a madeira se faz presente, juntamente com groselha (de pouca intensidade) assim como o Tempranillo 2011.
Bebi o Toro Loco Crianza 2010, vendo um bom filme e sem acompanhamento, depois com uma pizza, nas duas ocasiões ele caiu bem. 
Minha conclusão é que: assim como o vinho premiado, ele é um bom custo-beneficio e vale a pena experimentar. Entretanto não não podemos criar grande expectativas com o premio conquistado pela vinícola.  Na sua faixa de preço podemos achar vinhos tão bons ou melhores. 
Enfim, ele não desapontou e me proporcionou bons momentos.

Nota: 81/100


Visual
 Rubi
Olfativo
 Madeira e Groselha
Gustativo
 Leve, agradável e fácil de beber
Harmonização
 Pizza e sanduíches 

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Bueno Paralelo 31º 2010

Vinícola: Bueno Bellavista Estate 
País: Brasil
Região: Campanha Gaúcha, Brasil
Tipo: Tinto
Uva(s): Cabernet Sauvignon, merlot e Petit Verdot
Álcool: 13.5 %

Hoje aproveitei que deu uma esfriada no tempo para tomar um vinho com minha companheira. Perguntei se tinha alguma preferência, ela me disse para surpreende-la, então, escolhi este vinho. Em geral bebemos vinhos de baixo custo e importado, mais dessa vez, escolhi o Bueno Bella Vista Estate Paralelo 31º 2010, um exemplar nacional conhecido pela parceria entre o narrador Galvão Bueno e a vinícola Miolo, hoje vendido a um preço elevado(R$80,00). Na época o adquiri por uma associação à um clube de vinhos por R$40,00, um valor mais acessível.
Sem que ela soubesse a escolha, lhe ofereci a taça e logo gostou muito, conseguiu perceber no olfato o tabaco e, na boca, o equilíbrio do vinho. 
Agora vamos para as outras impressões da bebida: é um blend com Carbernet Sauvignon, Merlot e Petit Verdot de cor Rubi; no olfato as frutas vermelhas são marcante, como ela alertou: o tabaco e o torrado presentes; na boca apresenta corpo mediano e equilibrado.
Se tiver a oportunidade, amigo leitor, aproveite e prove pois vale a pena. Afinal, n'um dia friozinho, nada melhor que um bom vinho com a pessoa amada.

Nota: 83/100



 Visual
  Rubi
 Olfativo
 Frutas Vermelhas, Tabaco
 Gustativo
 Corpo médio, equilibrado 
 Harmonização
 Rosbife


Por Alexandre Oliveira











 

segunda-feira, 25 de março de 2013

Peñalba La Verde TCS 2010

Vinícola: Bodegas Vizar
País: Espanha
Região: Villabañez, Valladolid
Tipo: Tinto
Uva(s):15%Cabernet Sauvignon, 85%Tempranillo
Álcool: 14.5 %

Antes de beber este vinho, estudei rapidamente as informações do rótulo, e considerando a graduação alcoólica informada, optei por deixá-lo uma hora descansando para oxigenar e evoluir.
No inicio ele apresentou bastante destaque para a presença do álcool que infelizmente escondeu suas complexidades. Tentei harmoniza-lo com picanha e arroz à piamontese. Foi uma boa combinação pois o prato não sobressaiu ao vinho nem o contrário.
No fim, achei que evoluiu pouco e não teve um bom custo beneficio.
Comprei pela internet em promoção por R$ 47,00, entretanto, creio que seu preço fique em torno dos R$70,00.
Embora seja um vinho com seu valores, felizmente pelo preço atual, podemos achar melhores vinhos.

Nota: 79/100



 Visual
  Rubi forte 
 Olfativo
  Frutas Vermelhas, Canela 
 Gustativo
 Corpo médio, Fresco e álcool 
 Harmonização
  Combinação entre carnes/massas