Mostrando postagens com marcador Itália. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Itália. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Frentano Montepulciano d'Abruzzo 2015

Vinícola:Cantina Frentana
País: Italia
Região: Abruzzo
Tipo: Tinto
Uvas: Montepulciano
Álcool: 13%
Preço: R$75

Frentano Montepulciano d'Abruzzo 2015 vem da região de Abruzzo, que fica no centro da Itália, que tem na casta Montepulciano uma das uvas de destaque.


Vamos ao vinho... na taça apresenta uma coloração rubi profunda com reflexos violáceos. No olfato trás aromas de frutas vermelhas frescas, algo floral e um toque de especiarias. Na boca tem um ataque com boa acidez, taninos redondos e um corpo médio. Final de boca com boa persistência e agradável.

Frentano Montepulciano d'Abruzzo 2015 é um vinho honesto com boa complexidade e acompanhou muito bem um canelone.

Saúde!

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Villa Albius Nero d'Avola 2014

Vinícola:Villa Albius(Gruppo Mezzacorona)
País: Itália

Região:Sicília
Tipo: Tinto
Uvas: Nero d'Avola e Shiraz
Álcool: 12,5%
Preço: R$64

Um vinho tipico do sul da Itália, aqui degustamos e escrevemos sobre um Nero d'Avila, que tem um pequena parte de Shiraz. A Villa Albius pertence ao Gruppo Mezzacorona, grupo que fatura bilhões com negócios no mundo do vinho.

Vamos ao vinho... na taça apresenta uma coloração vermelho rubi vivo. No ofato trás aromas de frutas vermelhas e especiarias. Na boca é gastronômico, com boa acidez, taninos presentes sem serem desagradáveis e um final de boca com um toque de cereja com boa persistência.
Villa Albius Nero d'Avola 2014 é um bom vinho. Talvez eu não pagaria 64 reais por ele, mas não deixa a desejar e acompanhou bem uma pizza de Pepperoni.

Saúde!

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Chianti DOCG Casale Fornace 2014

Vinícola:Cantine Bellosguardo di Viviani
País:Itália
Região: Toscana
Tipo: Tinto
Uvas: 
Sangiovese, Canaiolo, Trebbiano Toscano, Malvasia del Chianti e Colorino.
Álcool: 12,5%
Preço:
R$90,00( Osteria Policarpo)


Degustado em um jantar na Osteria Policarpo, no bairro do Humaitá no Rio de Janeiro. Harmonizei com um Espaguete à calabresa, acompanhou bem.


O vinho não vem especificando claramente a % de cada uva, variando de ano para ano. É composto das seguintes castas Sangiovese em 75-90%, 5-10% Canaiolo, Trebbiano Toscano 5-10%, 5-10% Malvasia del Chianti e Colorino 10 %.
Vamos ao vinho... na taça apresentou uma coloração rubi translúcido e brilhante. No olfato apresentou aromas de frutas maduras e pimenta/especiarias. Na boca é leve, com acidez sobressaindo e retrogosto com algum amargor.

Não achei um bom custo benefício. Por noventa reais eu compraria um chianti muito melhor, embora tenha sido adquirido em um restaurante.


Saúde!


terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Rosso Toscano Rivus 2014

Vinícola: Poggio Nardone
País: Itália
Região: Toscana
Tipo: Tinto
Uvas:(70%) Sangiovese, Canaiolo e Trebbiano
Álcool: 13,5%
Preço: R$93,50


A oferta de vinhos italianos no Brasil sempre foi muito grande e nem sempre a qualidade atendia a nossa expectativa, principalmente os vinhos com origem na Toscana. Aqui chegou muito vinho ruim, que atraiam principalmente pelo preço, mas que gerou uma desconfiança no público pela qualidade duvidosa.

Ao abrir e degustar o Rosso Toscano Rivus 2014, certamente escrevo com a certeza que é um vinho que vai agradar aos diversos públicos que buscarm um vinho agradável, versátil e de bom custo beneficio.

Vamos ao vinho: na taça apresenta uma coloração rubi, com reflexos de vinho jovem. No olfato é frutado, com toques de especiarias e algo de folhas secas. Na boca é agradável, com boa acidez e um final de boca de boa persistência.


Rosso Toscano Rivus 2014 é um vinho do VinhoClube, um clube de vinhos do site VinhoSite. Essa experiencia tem me agradado muito, sempre enviam vinhos com ampla aceitação entre os amigos, fáceis de beber e praticos na harmonização.

Saúde!

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Frentano Trebbiano d Abruzzo DOC 2015

Vinícola: Cantina Frentana
País: Itália
Região: Abruzzo
Tipo: Branco
Uvas: Trebbiano
Álcool: 12%
Preço: R$79,90(VinhoSite)


O calor está chegando e a escolha por vinhos branco vai aumentando. Hoje vamos escrever sobre um vinho branco Italiano, da região de Abruzzo, região que sofre com os constantes terremotos no último período.

Vamos ao vinho: Apresenta na taça uma coloração amarelo bem brilhoso e translúcido. No olfato trás aromas de frutas brancas e pêssego. Na boca é o seu ponto de destaque, um vinho equilibrado com uma acidez "crocante" e um final de boca frutado com "pontas" minerais de boa persistência.

Frentano Trebbiano d Abruzzo DOC 2015 é mais um bom vinho do vinhoclube, até aqui uma boa experiencia, esse da seleção Summer. Harmonizei com sanduíche com peito de peru e tomate seco.

 Visual
Amarelo bem brilhoso e translucido
 Olfato
Frutas brancas e pêssego
 Gustativo
Equilibrado com boa acidez e um final de boca frutado com "pontas" minerais de boa persistência.
 Harmonização
Peito de peru e tomate seco.


Por Jonas Magalhães

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

La Carraia Sangiovese 2014

Vinícola: La Carraia
País: Itália
Região: Umbria
Tipo: Tinto
Uvas: Sangiovese
Álcool: 13%
Preço: R$72,29

La Carraia foi fundada em 1976 pelas famílias Gialetti e Cotarella. Ela começou fornecendo uvas para grandes produtores e hoje já tem seus próprios vinhos. A vinícola fica na região de Umbria, no centro da Itália - uma das áreas atingidas pelo terremoto que devastou o país em setembro de 2016. A região se destaca por seus vinhos brancos das castas Trebbiano e Malvasia, no entanto, hoje comentamos um vinho da uva Sangiovese.

Vamos ao vinho: Coloração vermelho rubi, brilhante e límpido. No olfato se destacam aromas de ameixa, amora, frutas secas e algo de cravo e canela. Na boca é equilibrado e rico, com taninos suaves e acidez presente. Destaque ao final de boca com ótima persistência.

La Carraia Sangiovese 2014 foi mais um da Seleção Ouro de setembro do vinhoclube. Assim com os outros dois vinhos (Ribeiro Santo Branco 2015 e Torreon de Paredes Carménère Reserva 2013), me chamou a atenção o perfil do exemplar que preza pela macies e facilidade de beber. A Seleção deste mês agrada diversos públicos e é excelentes para eventos.



 Visual
Vermelho rubi, brilhante e límpido
 Olfato
Aromas de ameixa, amora, frutas secas e algo de cravo e canela.
 Gustativo
Equilibrado e rico, com taninos suaves, acidez viva e boa persistência.
 Harmonização
Acompanhei com uma pizza napolitana.

Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

al Tralcio Antico Chianti 2012

Vinícola: Carrefour
País: Itália
Região: Toscana
Tipo: Tinto
Uvas: Sangiovese


Todo inicio de mês postamos o nosso vinho escolhido para a Confraria Brasileira de Enoblogs (#CBE). O tema de novembro foi escolhido pelo confrade Jorge Alonso, do blog Contando Vinhos. Ele escolheu como tema:"Um Chianti, valendo Clássico, Riserva e qualquer sub região e sem limite de preço".

Felizmente, para contemplar este tema, eu guardava em minha adega o
 al Tralcio Antico Chianti 2012, um presente de um amigo que recentemente voltou da Itália e me trouxe essa lembrancinha. Me parece uma linha de vinhos pertencente a rede de supermercados Carrefour.


Vamos ao vinho: Apresenta uma coloração rubi intenso. No olfato apresenta aromas de frutas frescas, algo floral e lembranças da madeira. Na boca tem um volume mediano, taninos suaves, fresco e bom retrogosto. Final de média persistência.

Um bom vinho, correto e fácil de beber. Acompanhou bem uma porção de bruschettas.

 Visual
 Rubi intenso
 Olfato
 Frutas frescas, floral e madeira
 Gustativo
 Volume mediano, taninos suaves e fresco. Fácil de beber
 Harmonização
 Bruchettas

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Essere Cesari Valpolicella DOC 2012 #CBE


Vinícola: Cesari
País: Itália
Região:Valpolicella - Veneto
Tipo: Tinto
Uvas: Corvina(70%), Rondinella(20%) e Molinara(10%)
Álcool: 11,5%
Preço: R$46,00

Todo inicio de mês escrevo aqui no blog um vinho dentro do tema escolhido pela Confraria Brasileira de Enoblogs (#CBE). O tema de Agosto/2014 foi escolhido pelo confrade Alexandre Takei: “Valpolicella, vale tudo, do clássico ao ripasso, amarone, recioto.”

Valpolicella é denominado um vinho da região vinícola que se encontra a oeste de Verona(Itália), com denominação de origem controlada.

Escolhi o Essere Cesari Valpolicella DOC 2012, produzido por Gerardo Cesari. É um vinho da sua linha clássica. Ele passa por 12 meses em tanques de aço inoxidável e mais 4 meses em garrafa. Sua composição é 70% Corvina, 20% Rondinella e 10% Molinara.

Vamos ao vinho: Na taça apresenta uma cor rubi médio translucido com borda granada, tem lágrimas finas e lentas. No olfato destaca aromas de frutas vermelhas frescas(amora, framboesa e cereja) e um toque apimentado. Na boca é leve e elegante. Com bom frescor e equilibrado. Final da boca de média persistência e agradável toque de frutas secas.

É um vinho muito bem feito, correto e tem uma relação de custo benefício honesta. Harmonizarei com Capeletti caseiro ao molho ao sugo, ficou excelente.



 Visual
Rubi médio translucido com borda granada, tem lágrimas finas e lentas
 Olfato
Aromas de frutas vermelhas frescas(amora, framboesa e cereja) e um toque apimentado
 Gustativo
Leve e elegante. Com bom frescor e equilibrado. Final da boca de média persistência e agradável toque de frutas secas.
 Harmonização
Massas, carne vermelha grelhada ou assada e queijo maduro médio.

Por Jonas Magalhães


sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Caleo Primitivo Salento IGT 2013

Vinícola: Casa Vinícola Botter
País: Itália
Região: Salento - 
Puglia
Tipo: Tinto
Uvas: Primitivo

Álcool: R$13,00
Preço: R$33,00 (Link)


Hoje vamos analisar o Caleo Primitivo Salento IGT 2013, produzido pela vinícola Botter. Fundada por Carlo Botter por volta de 1928, hoje ela é administrada pela terceira geração da família e é possível encontrar seus vinhos em 35 países diferentes.

Localizada no "toco da Itália"(Puglia), a região de Salento tem um clima predominantemente quente, seco e com pouca chuva. Embora não seja uma região com tanto renome intencional, o vinho na região de Puglia tem grande papel histórico na Itália e mostrou grande evolução nos últimos anos, com destaque para a casta Primitivo que tem grande mercado nos Estados Unidos, onde é conhecida como Zinfandel.

Vamos ao vinho: Apresenta uma coloração rubi intenso e brilhoso. No olfato destaca-se aromas de frutas como ameixa e mirtilo, algo terroso e picante (pimenta do reino). Na boca é aveludado, taninos tranquilos e acidez na medida. Final de boca é frutado e com boa persistência.

Um bom vinho que representa o terroir da charmosa região de Salento. E para quem gosta de Zinfandel americano, esse é um exemplar para ver as características da casta em solo Italiano

 

 Visual
Coloração rubi intenso e brilhoso
 Olfato
Aromas de frutas como ameixa e mirtilo, algo terroso e picante(pimenta do reino)
 Gustativo
Aveludado, taninos tranquilos e acidez na medida. Final de boca é frutado e com boa persistência
 Harmonização
Carnes escuras e massas como molho vermelho

Por Jonas Magalhães


segunda-feira, 19 de maio de 2014

Uma bela dica: Ebook Vinhos da Itália

Uma ótima notícia para quem gosta de vinhos e sobretudo para quem adora os vinhos italianos: foi publicado o primeiro livro de Alessandra Esteves, editora do site Dama do Vinho.

O livro se chama Vinhos da Itália: o guia definitivo para você entender os vinhos italianos. É um livro fácil, despretensioso e gostoso de ler, tem 92 páginas e capítulos que falam da história, das uvas italianas, regiões e produtores. Ela também escreve como descobriu e começou no mundo do vinho.

O livro foi publicado como ebook e você pode lê-lo no computador, Ipad, Kobo, Kindle e até no Iphone.

O preço é bem atraente, somente US$ 2,99. Será uma importante ferramenta para aumentar seus conhecimentos sobre o mundo do vinho, sobretudo os italianos.

A Amazon, Kobo Store e a Saraiva já estão vendendo. Seguem os links:

Boa leitura a todos!


terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Luna Del Cacciatore Sangiovese Di Toscana 2011

Vinícola: Fattoria il Canneto
País: Itália

Região: Toscana
Tipo: Tinto
Uvas: Sangiovese

Álcool: 13,5%
Preço: R$53,00


Um vinho de um região bem tradicional na Itália, a Toscana.

É um vinho simples. Sem grandes complexidades e fácil de se beber. Na taça me apresentou uma cor rubi fechado bem escuro. No olfato aparece aromas frutados sem grande intensidade e pouco de pimenta do reino. Na boca é equilibrado, agradável, repetindo as frutas(cereja). Final de boca ligeiro.

Seria uma opção de vinho para o dia a dia, se o preço fosse mais acessível. Comprado por R$53,00, hoje se acha na casa dos R$75,00, por esse preço se acha melhores exemplares no mercado.

Nota: 85/100
 

 Visual
Rubi intenso
 Olfato
Frutas vermelha e especiarias
 Gustativo
Equilibrado, frutado e ligeiro
 Harmonização
Pizza
Por Jonas Magalhães

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Il Costone Sangiovese Di Romagna 2011

Vinícola: Braschi
País: Itália
Região: Emilia-Romagna
Tipo: Tinto
Uvas: Sangiovese
Álcool: 13,5%
Preço: R$53,00


Do norte a Itália, a vinícola Braschi se localiza na província de Forli Cesena. Um vinho varietal da uva sangiovese, com 20% passando por barricas e depois de engarrafado passando por 12 meses em descanso.


Il Costone Sangiovese Di Romagna 2011 na taça me apresentou um vermelho com tons alaranjados. No olfato se destaca aromas leves de frutas frescas(morango e framboesa) com toques de especiarias doces como o açúcar mascavo. Na boca apresenta é leve, com boa acidez e agradável ao palato. 

Achei bem equilibrado e com uma relação custo benefício honesta. Bem gastronômico, acompanha bem uma pasta.


 Visual
Vermelho com bordas alaranjadas
 Olfato
Frutas vermelhas frescas e especiarias doces
 Gustativo
Leve, equilibrado e boa acidez
 Harmonização
Espaguette com molho vermelho
Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Prosecco Nino Franco Rustico

Vinícola: Nino Franco
País: Itália
Região: Veneto

Tipo: Espumante
Uvas: Prosecco
Álcool: 11%
Preço: R$ 96,00


Um Prosecco com fama internacional, muito bem avaliado pela wine spectator. Criei todas expectativas quanto a esse prosecco e me correspondeu muito bem em um noite quente e despretensiosa.

Com perlage abudante  e de boa duração, apresenta uma cor amarelo palha, bem cristalino. No olfato destaco aromas cítricos(limão) e frutas brancas, como maça e pera/melão. Na boca é elegante, cremoso e bem refrescante, um ponta doce.

Como sempre destaco, no Brasil ele não apresenta um preço tão acessível, vendido por 12 dólares nos E.U.A, aqui se acha por R$ 96,00. Uma diferença gigantesca.

Nota: 90/100


 Visual
Amarelo palha cristalino
 Olfato
Frutas brancas e aromas cítricos
 Gustativo
Elegante, cremoso e uma ponta doce
 Harmonização
Frutos do mar

Por Jonas Magalhães


quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Bolla Valpolicella DOC 2012

Vinícola: Bolla
País: Itália
Região: Valpolicella
Tipo: Tinto
Uvas: 
Corvina, Rondinella
Álcool: 12%

Preço: R$41,00

Um vinho italiano muito conhecido, sempre o vejo presente em supermercados e anúncios na internet. Já tinha escutado elogios em rodas de amigos e resolvi degustar.

Na taça, o vinho apresenta uma cor rubi clara, translúcido e reflexivo. No olfato é pouco intenso, identifiquei aromas de frutas vermelhas fresca, como morango e um pouco de cereja. Um toque de carvalho. Na boca é ligeiro, taninos suaves e um corpo leve. Com pouca persistência no final de boa. Repete os aromas do olfato.

Achei um vinho bem mais ou menos. Não o achei um bom custo benefício.

Nota: 83/100
 

 Visual
 Translucido, reflexivo, rubi claro.
 Olfato
 Frutas vermelhas frescas e um toque carvalho
 Gustativo
Leve, rápido, taninos suaves e pouca persistência final de boca
 Harmonização
Espaguete ao molho vermelho 

Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Cantina Cellaro Lumà Nero d´Avola 2011

Vinícola:Cantina Cellaro
País: Itália
Região: Sicilia
Tipo:Tinto
Uvas: Nero d´Avola
Álcool: 13,5%
Preço: R$ 64,00


Para acompanhar uma massa italiana, sempre dou preferência para os tinto do mesmo país. Para harmonizar com um canelone de presunto e mussarela, escolhi este siciliano: Cantina Cellaro Lumà Nero d´Avola 2011, indicação também da casa.

Vamos ao vinho, na taça se mostrou com uma cor rubi escura com bordas violetas. No olfato foi de pouca intensidade e apresentou aromas de frutas vermelhas(cereja) com um toque de especiarias. Na boca é bem seco, com acidez na medida e final prolongado.

Um bom vinho, gastronômico e acompanhou bem a massa. Porém não me aparentou uma boa reação custo beneficio. Nessa faixa de preço achamos vinho melhores, embora tenha pagado no restaurante o mesmo preço praticado em redes on-line.



 Visual
Rubi intenso com bordas violetas
 Olfato
Futas vermelhas e especiarias
 Gustativo
Seco, boa acidez e final prolongado
 Harmonização
Carne vermelhas e massas com molho vermelho

sábado, 14 de setembro de 2013

Fratelli Dogliani Barbera D´Alba DOC 2010

Vinícola: Fratelli Dogliani
País: Italia
Região: Piamonte
Tipo: Tinto
Uvas: Barbera

Álcool: 13%
Preço: R$ 50,00


A uva Barbera é uma das uvas mais cultivadas na Itália. Ela produz grandes vinhos e com boa capacidade de envelhecimento, que acompanham muito bem massas e comidas tipicamente italiana.

Fratelli Dogliani Barbera D´Alba DOC 2010 apresentou na taça uma cor rubi com bordas grená. No olfato é doce, com aromas de frutas em compota como ameixa e cereja, além de um toque especial de pimenta do reino. Na boca a acidez se destaca, bem gastronômico. Tem o corpo leve, taninos suaves e doces. Bom final de boca com média persistência. 

É vinho bem interessante que acompanhou harmonicamente uma pizza margarita e me pareceu uma relação custo-beneficio honesta.
Já degustou? O que acharou? Fiquem a vontade para comentar. 

Nota: 86/100


 Visual
 Rubi com tons grená
 Olfato
 Ameixa, cereja e pimenta do reino.
 Gustativo
 Boa acidez, gastronômico, leve e bom final de boca.
 Harmonização
 Comida Italiana

Por Jonas Magalhães

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Villa Sandi Prosecco Il Fresco DOC

Vinícola: Villa Sandi
País: Itália
Região: Treviso (Vêneto)
Tipo: Prosecco
Uva: 
Prosecco
Álcool: 11%
Preço: 38,00


Como já escrevemos aqui no blog sobre a diferença entre Espumante e Prosecco (veja aqui). Hoje escrevo sobre Villa Sandi Prosecco Il Fresco DOC um super custo beneficio.
Um Prosecco que apresenta na taça uma cor amarelo palha com bolhas finas e com média duração. No olfato tem aromas de frutas brancas como maça e pêra. Na boca é frutado, fresco e com bastante mineralidade.




 Visual
 Amarelo palha, bolha finas e média duração
 Olfato
 Frutas brancas( maça e pêra)
 Gustativo
 Frutado, fresco e mineral
 Harmonização
 Comida japonesa


segunda-feira, 19 de agosto de 2013

POGGIO CAPPONI CHIANTI RISERVA D.O.C.G 2009

Vinícola: Fattoria Poggio Capponi
País: Itália
Região: Toscana
Tipo: Tinto
Uvas: Sangiovese, Syrah e Colorino
Álcool: 13,5%

Preço: R$129,00

Quando se fala em Chianti e Toscana, temos referências de bons vinhos. Pois bem, nem sempre é assim. No Brasil, na última década, tivemos uma invasão de Chiantis de péssima qualidade, o que acabou assustando muitos apreciadores. No entanto, recentemente, o mercado e consumidores começam adquirir mais confiança, hoje temos mais opções de boa qualidade e com bom preço.

Aqui vamos escrever sobre o Chianti Riserva Poggio Capponi 2009, um vinho que passa por amadurecimento por 18 meses em barris de aço (70%) e barris de carvalho(30%).

Vamos ao vinho. Na taça apresenta um rubi com bordas grená. No olfato é bem frutado, com um legve toque amadeirado. Na boca se mostra com nuances de frutas vermelhas, equilibrado e com bom final de boca. Destaco a acidez viva, que o torna bem digestivo.

É um bom exemplar Chianti, sem chances de você errar. No Brasil, podemos dizer que para cada garrafa existe uma surpresa, nesta é garantida a qualidade. Importando pela Proseccoexpress.

Nota: 91/100

 Visual
 Rubi com bordas grená
 Olfato
 Frutado com toque amadeirado
 Gustativo
 Equilibrado, boa acidez e final de boca persistente
 Harmonização
 Massas com molhos de carne
 
Por Jonas Magalhães



segunda-feira, 29 de julho de 2013

Campi Lunghi Tenuta La Gigliola IGT 2009

Vinícola: Tenuta La Gigliola
País: Itália
Região: Toscana
Tipo: Tinto
Uva: Sangiovese
Álcool: 13%


Campi Lunghi Tenuta La Gigliola IGT foi um vinho que tomamos despretensiosamente. Saiu-se leve e refrescante. Fiquei com a impressão de que ele vai bem em qualquer ocasião descontraída.
Apresentou na taça uma cor vermelho claro com tons de grená. No olfato marcou aromas doces como os do morango, caramelo e da ameixa seca. Na boca é leve, fresco e reproduz os aromas do olfato, final de boca com média persistência.
Um boa opção para acompanhar entradas e aperitivos.

Nota: 85/100

 Visual
 Vermelho claro com tons de grená
 Olfato
 Morango, caramelo e ameixa seca
 Gustativo
 Leve, fresco, toque doce e média persistência 
 Harmonização
 Entradas e Aperitivos

Por Jonas Magalhães