Mostrando postagens com marcador Merlot. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Merlot. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

De Muller Solimar Crianza 2014

Vinícola: De Muller
País: Espanha
Região: Tarragona
Tipo: Tinto
Uvas: Cabernet Sauvignon e Merlot
Álcool: 13,5%
Preço: R$71,99


Seguimos com a degustação dos vinhos do mês de Dezembro do Clube de Vinhos do VinhoClube. Já experimentamos o ótimo
Rosso Toscano Rivus 2014 e hoje vamos para a região D.O Tarragona, situada na região da Cataluña e que tem grande destaque na produção de CAVA's.

O vinho será o De Muller Solimar Crianza 2014, que tem como castas principais a Cabernet Sauvignon e a Merlot, ele tem passagem no carvalho e alguns meses na garrafa amadurecendo. 


Vamos ao vinho. Na taça apresenta uma coloração viva, rubi com brilho intenso e bordas violetas. No olfato tem boa complexidade, com aromas de frutas maduras, charuto, pimenta do reino e notas de chocolate. Na boca é equilibrado, com boa acidez e taninos bem domados. Final de boca agradável e com boa persistência.

De Muller Solimar Crianza 2014 é um vinho fácil de beber e com boa complexidade. Vale o investimento, um vinho honesto. VinhoClube acertou novamente na escolha dos vinhos do mês.

Saúde!

terça-feira, 15 de julho de 2014

Don Laurindo Merlot D.O. Reserva 2009

Vinícola: Don Laurindo
País: Brasil
Região: Vale dos Vinhedos
Tipo: Tinto
Uvas: Merlot

Álcool: 12%
Preço: R$39,00 (Bodega Express)


Escrevemos sobre o Don Laurindo Merlot D.O. Reserva 2009, este é um vinho especial da vinícola Don Laurindo. Tome cuidado para não confundir, a vinícola tem duas linhas reserva Merlot. A normal e a D.O(Denominação de Origem). O vinho que analisamos aqui é o Merlot D.O 2009, a diferença está na escolha das uvas. Nos vinhos D.O, as uva são provenientes de uma região demarcada e  apresenta a denominação de Origem do Vale dos Vinhedos, além de seguir varias regras e uma fiscalização que garantem a qualidade do vinho.

Vamos ao vinho, na taça é límpido e apresenta uma cor rubi sem grande densidade, com tons de sangue. No olfato tem aromas de frutas vermelhas maduras como ameixa e cereja, como toques de especiarias e baunilha. Na boca é agradável, tem boa acidez, com taninos sedosos e um final de boca com boa persistência

É um ótima escolha para quem deseja um bom vinho nacional sem esfolar o bolso. Bem eno-gastronômico, acompanhou muito bem uma lasanha bolonhesa.

Outra dica é a visita a vinícola, já escrevemos aqui no site sobre ela: Vinhos do Brasil: Vinícola Don Laurindo


 Visual
Límpido, rubi sem grande densidade, com tons de sangue.
 Olfato
Frutas vermelhas maduras como ameixa e cereja, como toques de especiarias e baunilha
 Gustativo
Agradável antes de tudo, boa acidez, tanino sedosos e final de boca com boa persistência.
 Harmonização
Acompanhou muito bem uma lasanha à bolonhesa

Por Jonas Magalhães


terça-feira, 1 de abril de 2014

Salton Talento 2007

Vinícola: Salton
País: Brasil
Região: Serra Gaúcha
Tipo: Tinto

Uvas: Cabernet Sauvignon(60%), Merlot(30%) e Tannat(10%).
Álcool: 13%
Preço: R$59,00



Salton Talento é um vinho premim da vinícola Salton. Um assemblage com maior porcentagem da Cabernet Sauvignon(60%). Ganhou o prêmio de Melhor Vinho Premium do Brasil pela ABS(Associação Brasileira de Sommeliers). 

Vamos ao vinho. Na taça me apresentou uma coloração rubi, meio opaca. Com lágrimas densas e lentas. No olfato é bem complexo com aromas de frutas em compota( ameixa), café, chocolate amargo e coco queimado. Na boca é bem amplo, equilibrado, com taninos macios e de média acidez. Destaque ao final de boca prolongado.

É um vinho que me agradou bastante. Vale a pena comprar. É um vinho com um preço bem honesto. Mostrou-se com grande potencial, bebi este exemplar sete anos depois da safra e estava pleno.


 

 Visual
Rubi intenso opaco com lágrimas lentas e densas.
 Olfato
Frutas vermelhas em compota, café, chocolate amargo e coco queimado.
 Gustativo
Equilibrado, com taninos macios e média acidez e boa persistência.
 Harmonização
Carnes vermelhas, carnes de caça, queijos fortes e massas condimentadas

Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 17 de março de 2014

Santa Rita Malbec Reserva 2011

Vinícola: Santa Rita
País: Chile
Região: Valle Colchagua
Tipo: Tinto
Uvas: 
Malbec (85%) e Merlot (15%)
Álcool: 14%
Preço: R$45,00


Quem pensa que a Malbec é só na Argentina esta enganado. Além de ter ótimos exemplares em seu país de origem(França), esta casta está expandindo no Chile e no nosso próprio país, Brasil. Com bons exemplares.

Já degustei e gostei de um Malbec chileno, da Casa Silva e hoje escrevo sobre o exemplar da respeitada vinícola Santa Rita.

Na taça apresenta um rubi intenso violáceo, meio opaco. No olfato destaca-se frutas vermelhas maduras, como a ameixa e a cereja. Nota-se bastante presença da madeira, que contribui com aromas de caramelo e baunilha. Na boca é frutado, macio e com uma persistência média na boca. O carvalho volta a marcar presença.

É um vinho com "toques" comuns ao Malbec argentinos e que ao meu gosto, neste exemplar exagera um pouco na madeira. Pelo preço de mercado se encontra Malbec's melhores, principalmente argentinos. Mais vale a pena conhecer algo novo. 

Nota: 84/100
 

 Visual
Rubi intenso, opaco com tons violetas.
 Olfato
Frutas maduras como cereja e ameixa. Aromas amadeirados como caramelo e baunilha.
 Gustativo
Frutado, macio e média persistência 
 Harmonização
 Carne vermelhas ou Massa com molhos de carnes
Por Jonas Magalhães



segunda-feira, 10 de março de 2014

Espumante Don Giovanni Brut Rosé

Vinícola:Don Giovanni
País: Brasil
Região: Pinto Brandeira - RS
Tipo: Espumante
Uvas: Pinot Noir(50%), Merlot(40%) e Chardonnay(10%)

Álcool: 12,4%

Espumante Don Giovanni Brut Rosé é um destaque da Don Giovanni. Especialista em espumantes, que se privilegia do ótimo terroir de Pinta Bandeira-RS.

Feito através do método Champenoise, 12 meses. É um vinho de difícil produção, pois necessita ter um "time" preciso de contato da casca da Pinot Noir com o líquido, se demorar muito pode adquiri uma coloração tinta.


Vamos ao espumante, na taça apresenta uma cor rosada bem clara e bonita. Perlage finas, intensas e bem distribuídas. No olfato apresenta uma boa intensidade, a Pinot contribui bastante com aromas de frutas frescas, como morango e amora. Na boca repete o olfato com toques frutados. Bem refrescante e de boa acidez. 

É mais um ótimo exemplar de espumante brasileiro, de boa complexidade e bem versátil para harmonizar. Acompanha bem pratos leves como saladas, sanduíches e carnes "magras".

Veja como é visitar a Don Giovanni


 

 Visual
Rosa claro. Perlage finas, intensas e bem distribuídas
 Olfato
Frutas frescas, como morango e amora
 Gustativo
Complexo, frutado, ótima acidez
 Harmonização
Pratos leves

Por Jonas Magalhães


quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Gran Legado Brut Rosé Charmat

Vinícola: Wine Park
País: Brasil
Região: Garibaldi - RS
Tipo: Espumante
Uvas: Merlot e Pinotage

Álcool: 12%
Preço: R$ 24,00

Para aguentar a o verão arrebatador do Rio de Janeiro e a procura por bons espumantes para refrescar nossos dias, hoje destacamos um ótimo espumante da Gran Legado.

Feito através do método chamat, Espumante Gran Legado Rosé Chamat se destaca pelo seu frescor e seus aromas tropicais.

Com a perlage fina e de boa persistência, tem o visual bonito com a cor da melancia. No olfato se apresentam aromas de morango fresco, framboesa, violeta, mato verde e brisa do mar. Na boca é refrescante, de ótima acidez e com uma ponta doce, lembrando guaraná.


Gran Legado Espumante Brut Rosé, ganhou a única “Gran Medalla de Oro” pelo  Brasil no Vinandino 2013, realizado em Mendoza(Argentina). Pode ser considerado um espumante bem tropical e uma boa dica para o verão. Ótimo custo-beneficio. 

Nota: 90/100


 Visual
Cor de Melancia
 Olfato
Morango fresco, framboesa, violeta, mato verde e brisa
 Gustativo
Refrescante, ótima acidez e guaraná
 Harmonização
Entradas
Por Renata Cardoso

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Château La Grande Clotte 2008

Vinícola: Château La Grande Clotte
País: França
Região: St-Émilion - Bordeaux.
Tipo: Tinto
Uvas: Cabernet Franc (20%), Merlot (80%).

Álcool: 13,5%
Preço: R$ 49,00



Situada em Lussac - Saint-Émilion, esta vinícola antiga possui 7 hectares de vinhedos próprios no Château. E conta com toda a experiência do enólogo Michel Rolland.


O vinho me apresentou uma cor rubi intensa, com reflexos violáceos. No olfato se destaca aromas defumados(tabaco), frutas secas(ameixa) e um toque herbáceo(folhas secas). Na boca tem um corpo médio, boa acidez e com taninos equilibrados.O carvalho se faz sentir e o final de boca é agradável com de média persistência 

Uma das maiores diversões dos enófilos é garimpar vinhos, achar bons vinhos, baratos e perdidos na prateleiras. Château La Grande Clotte 2008 é uma das minha "caças" bem sucedidas. Achei por R$49,00 e valeu cada centavo.


 Visual
 Rubi intenso com reflexos violáceos 
 Olfato
Frutas secas, defumado e herbáceo
 Gustativo
Redondo, taninos amáveis, carvalho presente e média persistência. 
 Harmonização
Molhos de média estrutura e carnes assadas.


Por Jonas Magalhães


quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Febre Montmayour Gran Vin 2008

Vinícola: Domaine Vistalba
País: Argentina
Região: Mendoza
Tipo: Tinto
Uva
: 85% Malbec, 10% Cabernet Sauvignon e 5% Merlot
Álcool: 14,5%



Anteriormente já abordamos, aqui no blog, o vinho básico da linha Febre Montmayour, da Bodega Vistalba - Fabre Montmayou Reserva Malbec 2009 -ótimo por sinal. Agora, tivemos a oportunidade de, na Argentina, experimentar o Febre Montmayour Gran Vin 2008 que sem dúvida é um grande vinho. 
No taça é bonito, com um rubi intenso, bolhas e bordas roxas, além de lágrimas densas e abundantes. No olfato se destaca o fundo defumado e aromas doces como caramelo, baunilha e chocolate. Na boca é estruturado, com taninos firmes e corpo que confirma o olfato: um defumado marcante. Elegante e equilibrado com o final de boca persistente.
Um bom exemplar de vinhos argentinos com um toque de Bordeaux. Experimentamos a bebida n'um restaurante e por isso não tivemos o tempo ideal para decantar o vinho. Acreditamos que uma boa dica possa ser a de decanta-lo por uma hora.

Nota: 92/100
 

 Visual
 Rubi Intenso com bordas e bolhas roxas
 Olfato
 Caramelo, chocalate, baunilha e defumado
 Gustativo
 Equilibrado, Taninos firmes, elegante eboa persistência
 Harmonização
 Carnes Vermelhas
Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

RAR Cabernet Sauvignon / Merlot 2009

Vinícola: RAR
País: Brasil
Região:Campos de Cima da Serra/RS
Tipo: Tinto
Uvas: Cabernet Sauvignon e Merlot


A RAR é uma parceria entre o grupo Miolo com Raul Anselmo Randon. Um vinho comprado a R$40 no inicio do ano, hoje se acha por R$36 ou menos.
O vinho me apresentou uma cor rubi forte. No olfato uma destacada presença do álcool e completando sem grande destaque um leve toque de frutas vermelhas. Na boca se mostra com um corpo médio, acidez forte e com álcool presente.
É um vinho que se mostra agressivo, tanto no álcool como acidez. Indico decantar bastante. Mesmo assim fiquei decepcionado, esperava um vinho melhor.

 Visual
 Rubi Forte
 Olfato
 Álcool e frutas vermelhas
 Gustativo
 Acidez forte e álcool
 Harmonização
 Carne Assada
Por Jonas Magalhães

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Primus Reserva 2007

Vinícola: Veramonte
País: Chile
Região: Colchágua
Tipo: Tinto
Uva: Assemblage
Álcool: 14,5%
Preço: 38,00


O Primus é o ícone da Viña Veramonte , Colchágua(Chile). É um vinho de corte(65% Cabernet Sauvignon, 20% Syrah, 8% Merlot e 7% Carmenere). Sem dúvida é um dos melhores custo benefícios que experimentei esse ano. Vendido a 38,00 reais, é um vinho bem complexo e com um potencial de evolução.


Na taça me apresentou uma cor rubi bem forte, com bordas meio alaranjadas, sinais de evolução. No olfato com inicio meio "preso", se abriu na taça com o passar do tempo, apresentando aromas terrosos, especiarias, frutado e chocolate. Na Boca é equilibrado, taninos firmes e acidez na medida, com boa persistência.

Sem dúvida é um vinho que vale a pena ter em sua adega e o preço é convidativo, pois no Brasil, vinhos com essa qualidade certamente passam de 70,00 reais.

Obs: O Primus 2007 foi o 11º vinho mais vendido pela internet em 2011, na maior rede de venda de vinhos on-line do Estado Unidos.

Nota: 89/100


 Visual
 Rubi forte e borda alaranjadas
 Olfato
 Especiarias, chocolate e frutas escuras
 Gustativo
 equilibrado, taninos intensos e bom final
 Harmonização
 Cordeiro

Por Jonas Magalhães

terça-feira, 4 de junho de 2013

La Bélière Rouge 2010

Vinícola: Baron Philippe de Rothschild
País: França
Região: Bordeaux
Tipo: Tinto
Uva(s):
Merlot (60%) Cabernet Sauvignon (25%) e Cabernet Franc (15%)
Álcool: 13.5 %



A região de Bordeaux é mundialmente conhecida pela sua tradição em produzir bons vinhos, entretanto não podemos achar que todos vinhos produzidos por lá sejam de primeira linha, excepcionais.
La Bélière Rouge 2010 é um vinho simples da mundialmente famosa vinícola Baron Philippe de Rothschild, talvez por ser tão simples não chega a ter uma boa relação custo-beneficio. Vendido inicialmente na faixa de 45 reais, já não se mostrava uma boa compra, comprei em promoção por 34 reais , achei um preço plausível, mais não compraria de novo.
Vamos a análise do vinho: Na taça apresentou uma cor rubi bem escuro. No olfato me veio aromas de frutas vermelhas, me lembrando geleia de amora. Na boca é levemente frutado, com um corpo leve, sem grande persistência,  passa pela boca com sem grande destaque.
É um vinho de regular a bom, pode acompanhar bem refeições do dia a dia e como disse anteriormente, a relação custo-beneficio não é satisfatória.


Nota: 78

 Visual
 Rubi forte
 Olfato
 Frutas Vermelhas
 Gustativo
 Corpo leve, levemente frutado, sem persistência
 Harmonização
 Refeições do dia a dia


quinta-feira, 23 de maio de 2013

Dal Pizzol Do Lugar Merlot / Cabernet Sauvignon 2010

Produtor: Dal Pizzol
Tipo: Tinto
Castas: Merlot / Cabernet Sauvignon
Safra: 2010
País: Brasil
Região: Bento Gonçalves
Álcool: 13,0%

Um vinho simples, para seu dia a dia, que vai atender bem qualquer prato simples, que não tenha muita complexidade.
Esse é o Do Lugar , a linha mais simples da vinícola Dal Pizzol. Elaborado a partir das castas Merlot e Cabernet  Sauvignon, é um vinho que consegue ter a características de ambas, o corpo e os taninos da Cabernet e a macies da Merlot.
Na taça me apresentou a cor rubi, bem forte. No olfato frutas vermelhas, não consegui especificar uma fruta especifica. Na boca é simples, maciez que lembrava geleia de morango, um pouco de acidez e com final rápido e doce. 
Não é um vinho muito complexo, mais acompanha bem o dia a dia, até 25 reais vale a pena, acima deste valor se encontra vinho bem melhores.

Nota: 80/100


 Visual
 Rubi Forte
 Olfato
 Frutas Vermelhas
 Gustativo
 Simples, macio, rápido e doce no final
 Harmonização
 Massas, queijos, pizza e aves


segunda-feira, 15 de abril de 2013

Bueno Paralelo 31º 2010

Vinícola: Bueno Bellavista Estate 
País: Brasil
Região: Campanha Gaúcha, Brasil
Tipo: Tinto
Uva(s): Cabernet Sauvignon, merlot e Petit Verdot
Álcool: 13.5 %

Hoje aproveitei que deu uma esfriada no tempo para tomar um vinho com minha companheira. Perguntei se tinha alguma preferência, ela me disse para surpreende-la, então, escolhi este vinho. Em geral bebemos vinhos de baixo custo e importado, mais dessa vez, escolhi o Bueno Bella Vista Estate Paralelo 31º 2010, um exemplar nacional conhecido pela parceria entre o narrador Galvão Bueno e a vinícola Miolo, hoje vendido a um preço elevado(R$80,00). Na época o adquiri por uma associação à um clube de vinhos por R$40,00, um valor mais acessível.
Sem que ela soubesse a escolha, lhe ofereci a taça e logo gostou muito, conseguiu perceber no olfato o tabaco e, na boca, o equilíbrio do vinho. 
Agora vamos para as outras impressões da bebida: é um blend com Carbernet Sauvignon, Merlot e Petit Verdot de cor Rubi; no olfato as frutas vermelhas são marcante, como ela alertou: o tabaco e o torrado presentes; na boca apresenta corpo mediano e equilibrado.
Se tiver a oportunidade, amigo leitor, aproveite e prove pois vale a pena. Afinal, n'um dia friozinho, nada melhor que um bom vinho com a pessoa amada.

Nota: 83/100



 Visual
  Rubi
 Olfativo
 Frutas Vermelhas, Tabaco
 Gustativo
 Corpo médio, equilibrado 
 Harmonização
 Rosbife


Por Alexandre Oliveira