quinta-feira, 4 de julho de 2013

Portal del Alto Carmenere 2010

Vinícola: Portal Del Alto
País: Chile
Região: Maule
Tipo: Tinto
Uva: Carmenere
Álcool: 14%

A vinícola Portal del Alto é uma pequena boutique do vinho na capital Chilena. Comandada por Alejandro Hernandez, um dos enólogos mais respeitados do mundo, a viña vem sendo premiada todos anos nos diversos concursos mundo a fora, reconhecendo a qualidade de seus vinhos.
Vamos analisar aqui o vinho de entrada da vinícola, o varietal Carmenere.
Na taça apresenta lagrimas rápidas, um brilho forte e uma cor rubi com bordas de sangue. No nariz me veio forte o álcool, com a evolução na taça me apresentou com destaque especiarias e no fundo aromas ligeiros de frutas vermelhas. Na boca é "quente", uma boa presença do álcool, acidez na medida e final de boca pouco persistente.
Portal del Alto Carmenere 2010 é um vinho razoavelmente barato, entretanto nessa faixa de preço se encontra vinhos melhores, até mesmo vale a pena investir um pouco mais e comprar um vinho da linha reserva da Portal del Alto.



 Visual
 Rubi com bordas de sangue
 Olfativo
 Especiarias
 Gustativo
 Alcool, boa acidez e pouco persitente
 Harmonização
 Carnes leves

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Como conservar seu vinho depois de aberto

O que fazer com aquele vinho você abriu e não conseguiu beber até o final?

Sabemos que depois de aberto, o vinho em contato com oxigênio, acelera seu processo de oxidação e vai se avinagrando aos poucos, até ficar intragável para o nosso consumo. Embora este processo demore, podemos sentir que no dia seguinte o vinho mudou e ficou mais acido, perdendo seus aromas.
Para manter as características de seu vinho por um maior tempo, sugerimos algumas medidas:

- Se percebeu que não vai beber tudo de uma vez, tire a quantidade que deseja beber, reserve em um decante ou jarra e lacre ou feche o mais rápido possível a garrafa. Evite ao máximo o contato da bebida com o oxigênio.

- Guarde na geladeira, de preferência em um lugar sem luz.O resfriamento ajuda a diminuir a velocidade de oxidação. 

- Não coloque na porta da geladeira. Evite movimentar o vinho. A agitação facilita o contato com o oxigênio.

- A garrafa deve ficar sempre na vertical, para reduzir ao mínimo a superfície em contato com o oxigênio que já está em seu interior.

- Evite usar a rolha do próprio vinho, já deve estar furada além de apresentar dificuldade de ser novamente encaixada. Tem no mercado, rolhas especiais de metal ou borracha.
Salva-Vinhos

- Um instrumento que tenho usado e que facilita muito a vida é o chamado Salva-vinhos. Ele usa uma bomba que tira o ar de dentro da garrafa e cria um vácuo, o que diminui a quantidade de oxigênio no interior da garrafa e retarda o processo de oxidação.

- O vinho quanto mais jovem é, mais rápido o seu processo de oxidação. Ou seja, os vinhos de maior complexidade e com maior tempo em barricas duram mais tempo depois de aberto.

Enfim, o ideal é beber o vinho no mesmo dia em que foi aberto, mais se isso não for possível, esperamos que as dicas acima sejam úteis para manter seu vinho com qualidade por mais tempo.

Festival Gastronômico de Búzios


terça-feira, 2 de julho de 2013

Harmonização entre Vinho e Chocolate

Cientistas da Northumbria University constataram que a combinação entre chocolate e vinho tinto faz bem para a mente. Segundo os pesquisadores, por serem ricos em polifenóis, a combinação dos dois alimentos ajuda a dilatar as veias, facilitando o suplemento de sangue ao cérebro, como divulgado no jornal britânico Daily Mail.
Para acertar na escolha, combine aos chocolates com sabor mais leves os vinhos mais leves. De igual modo, quanto mais forte o sabor do chocolate, mais encorpado o vinho deve ser.

Chocolate ao leite

Os apaixonados por chocolate ao leite devem escolher um vinho doce para acompanhá-lo, como o vinho do Porto. Assim, nenhum sabor se sobressai ou anula ao outro.

Chocolate meio-amargo

Chocolates com 50% de cacau são de fácil combinação e podem ser acompanhados com diversos tipos de tintos, sejam eles jovens ou encorpados. Boas dicas são o Cabernet Sauvignon, Shiraz e Merlot.

Chocolate amargo

Para os chocolates com mais de 70% de cacau, uma dica é optar por rótulos tintos secos sem passagem por madeira, como os Merlots jovens. Acima deste percentual, vale escolher a bebida com leve passagem por madeira, como Cabernet e Merlot.

Chocolate branco

Chocolate branco pode ser combinado com vinho branco ou tinto. Uma dica é escolher rótulos com fermentação malolática, que dá um toque amanteigado à bebida e ajuda a harmonizar com o doce.


Fonte: www.gallette.com.br
culinaria.terra.com.br


segunda-feira, 1 de julho de 2013

J. Garcia Carrion Antaño Gran Seleccion 2009

Vinícola: J. Garcia Carrion
País: Espanha
Região: Rioja
Tipo: Tinto
Uva: Tempranillo
Álcool: 13.5 %
Preço: R$19,90


Estamos sempre a procura de vinhos que são bonscusto-benefícios, atrás deste objetivo, comprei este vinho espanhol à 19,00 reais. No Brasil onde o vinho é vendido a peso de ouro, este preço é razoavelmente barato.
J. Garcia Carrion Antaño Gran Seleccion 2009 é produzido em Rioja, a região que produz os melhores vinhos espanhois, passou por 04 meses em barricas de carvalho americano, um variental da casta típica da região Ibérica, a Tempranillo.
O vinho na taça apresenta uma cor Rubi, com um brilho intenso e atijolado nas bordas. No olfato apresentou frutas vermelhas, hortelã e um fundo defumado. Na boca além de confirmar os aromas do nariz, se apresentou equilibrado, um toque de especiarias, uma acidez presente(na medida), o achei bem digestivo e com média duração na boca.
Não é um vinho de extrema complexidade, entretanto supera as expectativas criadas pelo preço(baixo), se torna uma ótima opção com excelente custo-benefício.

Nota: 83/100

Visual: Rubi , Brilho e Bordas Laranjas
Olfato: Frutas Vermelhas, Hortela, defumado
Gustativo: Intenso, Acidez na medida, duraçao media e digestivo.
Harmonização: Carne Vermelha