sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Melhores vinhos Americanos no concurso de Bruxelas

O Concours Mondial de Bruxelles reúne grandes especialistas internacionais do ramo para analisar e eleger os melhores vinhos mundialmente, tem grande repercussão entre os amantes do vinhos.

Já pautamos aqui no blog o resultado do Brasil no concurso(Melhores Vinhos Brasileiros no Concurso de Bruxelas 2013) e os Franceses(Melhores vinhos Franceses no concurso de Bruxelas) e hoje escrevemos sobre o resultado dos estados Unidos este ano.
Foram três medalhas de Ouro. Confira:




Fonte: www.concoursmondial.com

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Primus Reserva 2007

Vinícola: Veramonte
País: Chile
Região: Colchágua
Tipo: Tinto
Uva: Assemblage
Álcool: 14,5%
Preço: 38,00


O Primus é o ícone da Viña Veramonte , Colchágua(Chile). É um vinho de corte(65% Cabernet Sauvignon, 20% Syrah, 8% Merlot e 7% Carmenere). Sem dúvida é um dos melhores custo benefícios que experimentei esse ano. Vendido a 38,00 reais, é um vinho bem complexo e com um potencial de evolução.


Na taça me apresentou uma cor rubi bem forte, com bordas meio alaranjadas, sinais de evolução. No olfato com inicio meio "preso", se abriu na taça com o passar do tempo, apresentando aromas terrosos, especiarias, frutado e chocolate. Na Boca é equilibrado, taninos firmes e acidez na medida, com boa persistência.

Sem dúvida é um vinho que vale a pena ter em sua adega e o preço é convidativo, pois no Brasil, vinhos com essa qualidade certamente passam de 70,00 reais.

Obs: O Primus 2007 foi o 11º vinho mais vendido pela internet em 2011, na maior rede de venda de vinhos on-line do Estado Unidos.

Nota: 89/100


 Visual
 Rubi forte e borda alaranjadas
 Olfato
 Especiarias, chocolate e frutas escuras
 Gustativo
 equilibrado, taninos intensos e bom final
 Harmonização
 Cordeiro

Por Jonas Magalhães

terça-feira, 30 de julho de 2013

Sangre de Toro Tempranillo 2010

Vinícola: Miguel Torres
País: Espanha
Região: Catalunha
Tipo: Tinto
Uva: Tempranillo
Álcool: 14%
Preço: R$21,00

Um vinho da famosa vinícola Miguel Torres. Comprei em promoção, por 21 reais, um bom custo-benefício.
O vinho se apresentou na taça com um rubi bem forte. No olfato apresentou algo defumado e frutas vermelhas, sem muita intensidade. Na boca é fácil de beber, com taninos suaves e com pouca acidez. Acompanha pratos simples.

Nota: 83/100


 Visual
 Rubi forte
 Olfato
 Defumado e Frutas Vermelhas
 Gustativo
 taninos Suaves e pouco acidez
 Harmonização
 Pratos simples

Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Campi Lunghi Tenuta La Gigliola IGT 2009

Vinícola: Tenuta La Gigliola
País: Itália
Região: Toscana
Tipo: Tinto
Uva: Sangiovese
Álcool: 13%


Campi Lunghi Tenuta La Gigliola IGT foi um vinho que tomamos despretensiosamente. Saiu-se leve e refrescante. Fiquei com a impressão de que ele vai bem em qualquer ocasião descontraída.
Apresentou na taça uma cor vermelho claro com tons de grená. No olfato marcou aromas doces como os do morango, caramelo e da ameixa seca. Na boca é leve, fresco e reproduz os aromas do olfato, final de boca com média persistência.
Um boa opção para acompanhar entradas e aperitivos.

Nota: 85/100

 Visual
 Vermelho claro com tons de grená
 Olfato
 Morango, caramelo e ameixa seca
 Gustativo
 Leve, fresco, toque doce e média persistência 
 Harmonização
 Entradas e Aperitivos

Por Jonas Magalhães
  

Tabela de Nutrientes do Vinho

Hoje trouxemos uma informação que poucos sabem, os nutrientes que uma taça de vinho tem.
Veja a tabela, contém uma comparação entre o vinho tinto, vinho branco, vinho do porto e uma dose de uísque. Bem interessante.
Cada queira saber mais sobre vinho e seus benefícios, visite nossa página Vinho&Saúde.

(1) Quantidades diárias recomendáveis para um homem de porte físico médio
(2) Limite em que o álcool é considerado totalmente inócuo a um homem de porte físico médio.

Fonte: Uvibra