quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Don Pascual Reserve Pinot Noir 2013

Vinícola: Don Pascual
País: Uruguai
Região: Juanicó

Tipo: Tinto
Uvas: Pinot Noir

Álcool: 13,5%
Preço: R$34,00


Hoje analisamos o Pinot Noir do Establecimiento Juanicó, uma das maiores vinícolas Uruguaias, administrada pela família Deicas. Bem presente no mercado internacional, seus vinhos são de fácil acesso no Brasil. Esse Pinot Noir apresenta um ótimo custo benefício, vendido a R$34,00 no site Bodega Express.  

A uvas são colhidas manualmente de vinhas com baixa produtividade(melhor qualidade), 35% do vinho vai em carvalho e . 

O vinho apresenta na taça uma cor vermelha brilhante e clara(translúcida) com nuances de cobre. No olfato se destaca os aromas de frutas frescas como morango e cereja. Na boca é leve, elegante e bem refrescante. O final de boca tem boa duração e agradável, com retrogosto frutado.

Destaco no vinho sua relação honesta, vale cada centavo. Não apresenta uma grande complexidade, no entanto é bem correto, equilibrado e acima de tudo agradável. Ideal para um bate-papo ou harmonizar com petiscos e/ou comidas leves.


 Visual
Vermelha brilhante clara com nuances de cobre
 Olfato
Frutas frescas como morango e cereja
 Gustativo
Leve, elegante e bem refrescante. Final de boca com média duração e agradável
 Harmonização
Pratos leves

Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Cabernet Franc: Características e Harmonização

Continuando a nossa série especial sobre as Uvas, hoje trazemos a famosa Cabernet Franc. 

Não confunda a Cabernet Franc com a Cabernet Sauvignon, ambas são da família Cabernet, sendo que a Cabernet Franc surgiu primeiro e juntamente com a Sauvignon Blanc deu origem a famosa Cabernet Sauvignon.

Ela faz parte do conhecido corte bordalês: Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc. Mas sua historia de uva coadjuvante esta começando a mudar, antes muito usada para fazer parte de vinhos assemblage, agora começamos a notar que grandes vinícolas abriram espaço para varietais de grande qualidade a partir da uva Cabernet Franc.

Principais Regiões

Como destacamos a Cabernet Franc tem presença forte em Bordeaux, por participar no corte da região. Na França ainda tem forte destaque no Vale do Loire. Ainda esta presente com bons resultados em varias regiões do Novo Mundo como EUA, o Chile e a Argentina. No Brasil ela já teve maior destaque, hoje temos poucos produtores dando importância a casta, mas como bons resultados como a Don Giovani, Casa Valduga, Valmarino e Aurora.

Características

Produz vinhos geralmente com uma coloração escura, o que ajuda muito na formação de assemblage's. Se comparamos com a Cabernet Sauvignon, ela apresenta maior suavidade nos taninos, menor acidez, um corpo mais leve e provavelmente maior gama aromática. Seus aromas mais conhecidos são frutas maduras(ameixa, groselha e cereja), especiarias, herbáceo e florais. Combinada com as barricas pode destacar aromas de baunilha, chocolate, tabaco, coco e terrosos.

Harmonização

A Cabernet Franc possui uma grande possibilidade de emparelhamento com comida. Indicada para acompanhar prato com média complexidade, por exemplo carne de porco, frango, avestruz, pato, filé mignon, todos acompanhados com temperos como manteiga, ervas finas, hortelã, louro, alho, cebola, pimentas, alecrim e pimentões. Outra dica é comida árabe e pizzas.

Temperatura de Serviço

A temperatura de serviço de um vinho Cabernet Franc que realça todos os seus aromas e sabores está entre 15° e 17°.

Outras Uvas

Para informações de outras uvas basta acessar nosso posts: Carménère, Tannat, Zinfandel, Tempranillo, Nebbiolo, Torrontés e Sauvignon Blanc.

Saúde!

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Cheesecake de chocolate branco

Poucos dias atrás avaliamos o vinho Portal Del Alto Late Harvest Tardío Syrah 2010, excelente vinho de sobremesa feito pela vinícola chilena Portal Del Alto.

Harmonizamos o vinho um Cheesecake de Chocolate Branco e calda de frutas vermelhas. Atendendo aos pedidos, hoje trazemos a receita da deliciosa sobremesa.

Antes indicamos alguns cuidados, como não exagerar no cravo da índia, pois pode alterar o sabor das frutas. Outra dica é que a calda de frutas vermelhas pode ser substituída por goiabada derretida em vinho Branco, fica excelente também.

INGREDIENTES
  • 1 pacote de biscoito Maizena(200g)
  • 2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
  • 300ml creme de leite fresco
  • 200 g de chocolate branco picado
  • 300 g de Cream Cheese
  • 2 xícaras de açúcar
  • 3 ovos batidos
  • 200g de geleia de frutas vermelhas
  • 2 cravos-da-índia

Como Fazer

Triture os biscoitos no liquidificador.
Misture em um refratário o biscoito triturado com manteiga até formar uma farofa.

Pegue a farofa de biscoito e forre o fundo de uma forma de aro removível e reserve na geladeira.

Em uma panela coloque o creme de leite, quando ferver, junte o chocolate quebrado e mexa até derreter completamente.

Bata, na batedeira, o Cream Cheese 150g de açúcar e os ovos.

Na panela junte a mistura de chocolate/creme de leite com o Cream Cheese batido, quando adquirir aspecto homogêneo coloque na forma sobre a massa e de biscoito e leve para assar em forno preaquecido, em temperatura média-baixa, por 1 hora.

Deixe esfriar e leve à geladeira por 3 horas.

Coloque, em uma panela, o açúcar restante, as frutas vermelhas e os cravos.

Leve ao fogo, mexendo de vez em quando, até formar uma calda grossa e deixe esfriar.

Coloque a calda sobre o cheesecake desenformado.

Harmonização

Como destacamos, harmonizamos com um vinho de colheita tardia. Mas podemos também indicar um vinho do Porto e um Espumante Moscatel, que irá ficar uma deliciosa combinação.

Saúde!


quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Essere Cesari Valpolicella DOC 2012 #CBE


Vinícola: Cesari
País: Itália
Região:Valpolicella - Veneto
Tipo: Tinto
Uvas: Corvina(70%), Rondinella(20%) e Molinara(10%)
Álcool: 11,5%
Preço: R$46,00

Todo inicio de mês escrevo aqui no blog um vinho dentro do tema escolhido pela Confraria Brasileira de Enoblogs (#CBE). O tema de Agosto/2014 foi escolhido pelo confrade Alexandre Takei: “Valpolicella, vale tudo, do clássico ao ripasso, amarone, recioto.”

Valpolicella é denominado um vinho da região vinícola que se encontra a oeste de Verona(Itália), com denominação de origem controlada.

Escolhi o Essere Cesari Valpolicella DOC 2012, produzido por Gerardo Cesari. É um vinho da sua linha clássica. Ele passa por 12 meses em tanques de aço inoxidável e mais 4 meses em garrafa. Sua composição é 70% Corvina, 20% Rondinella e 10% Molinara.

Vamos ao vinho: Na taça apresenta uma cor rubi médio translucido com borda granada, tem lágrimas finas e lentas. No olfato destaca aromas de frutas vermelhas frescas(amora, framboesa e cereja) e um toque apimentado. Na boca é leve e elegante. Com bom frescor e equilibrado. Final da boca de média persistência e agradável toque de frutas secas.

É um vinho muito bem feito, correto e tem uma relação de custo benefício honesta. Harmonizarei com Capeletti caseiro ao molho ao sugo, ficou excelente.



 Visual
Rubi médio translucido com borda granada, tem lágrimas finas e lentas
 Olfato
Aromas de frutas vermelhas frescas(amora, framboesa e cereja) e um toque apimentado
 Gustativo
Leve e elegante. Com bom frescor e equilibrado. Final da boca de média persistência e agradável toque de frutas secas.
 Harmonização
Massas, carne vermelha grelhada ou assada e queijo maduro médio.

Por Jonas Magalhães


terça-feira, 2 de setembro de 2014

Portal Del Alto Late Harvest Tardío Syrah 2010

Vinícola: Portal del Alto
País: Chile
Região: Valle do Maule
Tipo: Tinto Doce
Uvas: Shyrah

Álcool: 13%

Hoje vamos destacar aqui no site um vinho feito através de uvas com a colheita tardia. São poucos exemplares produzidos no novo mundo. Poucas vinícolas se aventuram nesse tipo de bebida, o requisitado vinho de sobremesa.

O vinho de colheita tardia tinto não era visto até o lançamento do Late Harvest da Portal del Alto(2003). Foi o primeiro doce vinho tinto do gênero feito no Chile. O Professor Alejandro Hernandez, um dos maiores nomes da enologia chilena inovou, colhendo as uvas em maio e fazendo a fermentação normalmente, escolhendo a casta Syrah. 

O vinho, na taça apresenta uma coloração rubi bem forte junto a uma viscosidade nítida. No olfato se destaca aromas de frutas vermelhas em compota e algo como café e tabaco. Na boca tem um bom volume, taninos suaves e a acidez marcante. O açúcar residual se faz presente sem se enjoativo, uma doçura bem integrada. 


Alguns poderão lembrar do vinho do Porto ao degusta-lo. O Portal Del Alto Late Harvest Tardío Syrah 2010 é muito bem feito, se destaca. Acompanhou um Cheesecake de chocolate branco com cobertura de goiaba e foi perfeito.



 Visual
Coloração rubi bem forte com uma viscosidade nítida
 Olfato
Aromas de frutas em compota e algo como café e tabaco
 Gustativo
Bom volume, com a acidez marcante e doçura bem integrada
 Harmonização
Cheesecake de chocolate branco com cobertura de goiaba

Por Jonas Magalhães