sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Preço do VINHO vai aumentar no Rio de Janeiro

O governador Pezão(PMDB) já tinha anunciado em Setembro a entrada do Rio de Janeiro no regime da Substituição Tributária do ICMS. No entanto só agora começa a repercutir o Decreto nº 44.950/2014. Nós, amantes do vinho e consumidores, teremos um final do ano mais custoso. Pois o decreto inclui as operações com bebidas quentes (entre elas vinhos e espumantes). O decreto passa a valer a partir de primeiro de novembro(01/11/2014), amanhã.

Na prática , espera-se um aumento no preço dos produto em torno de 30% a 50% no estado do Rio de Janeiro. Com a chegando das festas de final de ano, essa é uma péssima para o setor e para o consumidor fluminense. 


Veja o decreto:

Decreto Nº 44950 DE 12/09/2014

Publicado no DOE em 15 set 2014

Altera o Livro II do Regulamento do ICMS, aprovado pelo Decreto nº 27.427/2000 (RICMS/2000) e dá outras providências.

O Governador do Estado do Rio de Janeiro, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, tendo em vista o disposto nos Protocolos ICMS 209/2012, de 18 de dezembro de 2012; 150/2013, 151/2013, 152/2013 e 153/2013, de 6 de dezembro de 2013; 29/2014, 30/2014, 31/2014, 32/2014 e 35/2014, de 17 de julho de 2014; no inciso IV da cláusula décima quinta do Convênio ICMS 81/1993 , de 10 de setembro de 1993, e o que consta do Processo nº E-04/058/70/2014,

Decreta:

Art. 1º Ficam acrescentados os seguintes dispositivos no Anexo I do Livro II do Regulamento do ICMS (RICMS/2000) aprovado pelo Decreto nº 27.427/2000 , de 17 de novembro de 2000:
(...)
II - o item 38:
38. BEBIDAS ALCOÓLICAS, EXCETO CERVEJA E CHOPE

Fundamento normativo: Protocolo ICMS 29/2014

Âmbito de aplicação: Operações internas, interestaduais originadas nas unidades federadas signatárias do Protocolo supracitado e aquisições de mercadorias procedentes das demais unidades federadas por contribuintes localizados no Estado do Rio de Janeiro.

A base de cálculo do imposto para fins de substituição tributária nas operações com bebidas alcoólicas, exceto cerveja e chope, é o preço a consumidor final usualmente praticado no mercado do Estado do Rio de Janeiro (PMPF) divulgado por meio de Resolução do Secretário de Estado de Fazenda, nos termos do § 10 do artigo 24 da Lei 2.657/1996 e dos Protocolos firmados no âmbito do CONFAZ, em que o Estado do Rio de Janeiro seja signatário.

Na hipótese de não haver PMPF ou preço sugerido aplicáveis, o sujeito passivo por substituição deverá adotar as seguintes margens de valor agregado:




I - Protocolo ICMS 209/2012 , de 18 de dezembro de 2012;

II - Protocolos ICMS 150/2013, 151/2013, 152/2013 e 153/2013, de 6 de dezembro de 2013;

III - Protocolos ICMS 29/2014, 30/2014, 31/2014, 32/2014 e 35/2014, de 17 de julho de 2014.

Art. 5º Não mais se aplicam ao Estado do Rio de Janeiro as disposições contidas no Protocolo ICMS 32/1992 , de 30 de julho de 1992.

Art. 6º Os contribuintes deverão observar a disciplina de que trata o artigo 36 do Livro II do RICMS/2000 relativamente às mercadorias ingressas no regime de substituição tributária por força deste Decreto.

Art. 7º O parcelamento do imposto relativo ao estoque levantado conforme rege o artigo 6º deste Decreto poderá ser concedido em até 12 (doze) parcelas mensais, iguais e consecutivas, devendo a primeira quota ser paga até o dia 22 de dezembro de 2014 e as demais até os dias 20 dos meses subsequentes.

§ 1º A solicitação do parcelamento de que trata o caput deve ser dirigida à repartição fiscal de circunscrição do contribuinte até o dia 20 de novembro de 2014.

§ 2º A data de vencimento para o pagamento em quota única é a mesma da primeira quota do parcelamento a que alude o caput deste artigo.

Art. 8º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, produzindo efeitos a partir de 01 de novembro de 2014.

Rio de Janeiro, 12 de setembro de 2014

LUIZ FERNANDO DE SOUZA

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Espumante Don Guerino Brut Rosé Malbec Charmat

Vinícola: Don Guerino
País: Brasil
Região: Alto Feliz - Serra Gaúcha
Tipo: Espumante
Uvas: Malbec

Álcool: 11,5%
Preço: R$28,90


Alto Feliz fica ao sul de Farroupilha, aproximadamente 40km de Bento Gonçalves. Nessa pequena cidade se localiza a jovem vinícola Don Guerino. Que produz o Espumante Don Guerino Brut Rosé Malbec Charmat, que analisamos hoje.

Na crescente oferta de bons espumantes nacionais, me chamou atenção um espumante rosé produzido a partir da casta Malbec. Famosa uva tinta que produz ótimo vinho, principalmente na região de Mendoza(Argentina).
Elaborado pelo método Charmat, aonde a segunda fermentação é realizada em tanques. É um Espumante com bom custo beneficio, vendido a R$28,90 pela Bodega Express. 

Vamos ao 
Espumante Don Guerino Brut Rosé Malbec Charmat. Na taça apresenta um coloração avermelhada, ferrugem clara ou salmão. Boa espuma e perlage persistente e fina. No olfato tem leve toque de frutas vermelha e tropicais como morango e melancia. Na boca tem boa cremosidade e acidez na medida, bem refrescante. Sem dúvida nenhuma ótima opção para o verão.

Um espumante simples e honesto. Que agrada o bolso e o paladar.

 Visual
Coloração avermelhada, ferrugem clara ou salmão.
 Olfato
No olfato tem leve toque de frutas vermelha e tropicais como morango e melancia.
 Gustativo
Boa cremosidade e acidez na medida, bem refrescante.
 Harmonização
Pratos leves.
Por Jonas Magalhães

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Casa Silva Reserva Cuvée Carménère 2012

Vinícola: Casa Silva
País: Chile
Região: Valle Colchagua
Tipo: Tinto
U
vas: Carménère(100%)
Álcool: 13,5%


Já escrevemos sobre a uva Carménère aqui no site, suas características e harmonização. A casta tem muito destaque na produção chilena e grandes resultados no Valle do Colchagua, com ótimos vinhos. A Casa Silva é uma viña que merece a confiança em seus vinhos e tem ótimos resultados com a casta.

Vamos ao Casa Silva Reserva Cuvée Carménère 2012. Na taça tem um rubi bem escuro e pequena borda púrpura. No olfato apresenta aromas de frutas vermelhas(ameixa e cereja), um fundo herbáceo e leve toque tostado. Na boca é equilibrado, boa acidez, tanino presente e domado. Final de boca com média duração. Pede um acompanhamento.

Um vinho correto e de grande expressividade, retrata bem as características da casta e do terroir. Vale a pena experimentar.



 Visual
Rubi bem escuro e pequena borda púrpura.
 Olfato
Aromas de frutas vermelhas(ameixa e cereja), fundo herbáceo e leve toque tostado.
 Gustativo
Equilibrado, boa acidez, taninos presente e domado. Final de média duração.
 Harmonização
Carne de caça

Por Jonas Magalhães

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Documentário SOMM ou Sommeliers

Filme: SOMM
Diretor: Jason Wise
Ano: 2012


O documentário tem como centro a vida de quatro sommeliers. As filmagens monstram o dia a dia de cada um, a vida de íntima e o sacrifício de cada Sommelier na busca pelo diplomas de maior valor no mundo do vinho, o Court Master Sommelier . 

SOMM( Sommeliers no Brasil) foi filmado em vários países durante dois anos e seguiu quatro jovens profissionais.

É um documentário muito interessante para amantes do vinho. Pois montra as dificuldades do estudo sobre o vinho e suas complexidades. Ao mesmo tempo notamos a paixão que o assunto tem para quem gosta de trabalhar no ramo.

O canal Globosat tem passou o documentário varias vezes na sua programação. Quando soubermos de datas e horários de novas exibições, comunicaremos em nosso Twitter e página no Facebook.


Veja o trailer oficial


 


segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Bonarda: Características e Harmonização

Para continuar com a nossa série especial sobre as Uvas, hoje trazemos à ainda desconhecida Bonarda.

Quando se fala na Argentina logo vem a lembrança da Malbec. Mas nem sempre foi assim, antes da Malbec dominar a produção Argentina, a Bonarda era a casta mais cultivada no país vizinho. Era utilizada na produção de vinhos de garrafões em grande escala e sem muita qualidade. Por muitos anos foi confundida com a Barbera d`Asti. Ainda hoje é debatido sua origem, as duas teorias mais defendidas estão ligadas ao parentesco com a Dolceto(Itália) e outra teoria ligando ela a Corbeau, uva francesa da região de Jura.

No final do séc.XIV o governo argentino contrata enólogos Franceses e este levam a Malbec para Mendoza, a Bonarda é deixada de lado. Nunca foi esquecida totalmente, no entanto passa a ser usada em vinhos de cortes e ainda na fabricação de vinhos de pior qualidade, já que tem grande produtividade.

Em minha ultima visita a Mendoza, já era nítido o crescimento da Bonarda. Agora figurando em vinhos varietais de qualidade. Destaque a Bodega Nieto Senetiner e seu vinho edição limitada Bonarda.

Principais Regiões

A principal região produtora é a Argentina. Ele é a segunda uva mais plantada, dominando 18% dos vinhedos. A primeira é a Malbec(34%) e a terceira é a Cabernet Sauvignon(17%). Outras regiões com vinhedos da casta Bonarda é a Califórnia , onde é conhecida como Charbono. Além do leste da França, na região de Savoy.

Características

A Bonarda faz um vinhos leves e frescos. Uma contra-posição a forte Malbec. Geralmente apresenta uma cor com intenso violáceo. No olfato destaca-se aromas de frutas vermelhas e pretas; violeta e com o tempo e aliado ao amadurecimento no carvalho se somam aromas mais complexos, como charuto e couro. Na boca tem um bom frescor, boa acidez, fruta presente e taninos suaves.

Harmonização

Indicada em combinação para carnes de sabor mais apurado e picantes. Combina com massas com molho condimentado e cogumelos como shitake e shimeji. Sua ótima acidez ajuda muito na digestão.

Temperatura de Serviço

A temperatura de serviço de um vinho Bonarda que realça todos os seus aromas e sabores está entre 16° e 18°.

Outras Uvas

Para informações de outras uvas basta acessar nosso posts: Zinfandel, Carménère, Tempranillo, Nebbiolo, Torrontés e Sauvignon Blanc.


Saúde!