terça-feira, 17 de maio de 2016

Nostros Reserva Pinot Noir 2015

Vinícola: Indómita
País: Chile
Região: Casablanca
Tipo: Tinto
Uvas: Pinot Noir

Álcool: 13,5%
Preço: R$29 (Mundial)


Com a crise econômica e o aumento exorbitante no preço dos vinhos no Brasil, a busca por garrafas de bom custo-benefício aumentou muito. Notamos por exemplo, que um vinho* que custava 24,00 reais em 2014, atualmente se encontra na faixa de 50,00 reais. Essa realidade onerou o bolso de quem adora beber vinho no dia a dia e o Simplificando o Vinho entrou nesse clima para tentar ajudar ao enófilo na escolha de vinhos baratos e bons em tempos de crise. 

O Vinho escolhido para esse post se baseia n'uma boa opção para nossa adega e principalmente para nosso bolso. 

Para escolher o Nostros Reserva Pinot Noir 2013, além da análise custo-benefício, fizemos também uma analise rápida da uva, região e vinícola. A Pinot Noir é uma uva que tenho grande admiração e o Valle do Casablanca é uma região que produz ótimos vinhos desta casta. Além disso, a vinícola Indómita é uma escolha acertada porque produz excelentes vinhos desde as linhas básicas aos ícones.

Vamos ao vinho, na taça é translúcido com uma coloração vermelho claro. No olfato apresenta aromas típicos, como frutas vermelhas frescas (amora, framboesa e morango) e um leve toque da madeira. Na boca é leve, com a acidez na medida e com um final de boca que reproduz o olfato, com boa sensação de frutas vermelhas.

É um vinho simples, mas que agrada muito. O achei bem interessante e com ótimo custo-benefício.

* O vinho citado como exemplo é o Miolo Reserva, encontrado na maioria do supermercados.



 Visual
Translúcido com uma coloração vermelho claro
 Olfato
Frutas vermelhas frescas(amora, framboesa e morango) e um leve toque da madeira
 Gustativo
Leve, acidez na medida e com um final de boca que reproduz o olfato, com boa sensação de frutas.
 Harmonização
Canapés 

Por Jonas Magalhães e edição Renata Cardoso

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Curso de degustação e harmonização do Sebrae GRÁTIS

O workshop presencial, com degustação e harmonização de vinhos brasileiros, é uma das etapas do Programa Qualidade na Taça, que oferece um curso GRÁTIS sobre vinhos. Uma parceria Instituto Brasileiro do Vinho e Sebrae.

Cadastre-se GRÁTIS: http://goo.gl/oCKBLf

Cidades - 18/04:
- Rio de Janeiro/RJ
- Recife/PE
- Curitiba/PR
- Belo Horizonte/MG

ATENÇÃO: o curso é voltado exclusivamente para profissionais da área de restaurantes e bebidas! Curso certificado pelo SEBRAE!

[ LOCAIS DOS EVENTOS ]

Rio de Janeiro - IBEF
Av. Rio Branco, 156 – 4º andar/Cj. 402/Ala C
Mapa: https://goo.gl/xrETqr

Recife - HOTEL ONDA DO MAR
Rua Ernesto de Paula Santos
Mapa: https://goo.gl/Pgntoh

Curitiba - HOTEL MABU CURITIBA
Rua XV de Novembro, 830
Mapa: https://goo.gl/AbtyWX

Belo Horizonte - HOTEL DAYRELL
Rua Espírito Santo, 901 - Belo Horizonte/MG
Mapa: https://goo.gl/OjUKDp

quarta-feira, 2 de março de 2016

Don Pascual Reserve Tannat 2012 #CBE

Vinícola: Establecimiento Juanicó
País: Uruguai
Região: Canelones
Tipo: Tinto
Uvas: Tannat
Álcool: 12,5%


Hoje voltamos com as avaliações sobre vinhos, especialmente para Confraria Brasileira de Enoblogs (#CBE).

Don Pascual Reserve Tannat 2012, foi o vinho escolhido para o tema da Confraria de março/2016 e indicado pelo casal Maykel e Anna, do blog Vinho por 2. O tema definido foi: "Tannat do Uruguai, sem limite de preço".

A grande vinícola Establecimiento Juanicó pertence a Família Deicas e é uma excelente opção para enoturismo no Uruguai. A sua linha Don Pascual Reserve Tannat é uma homenagem ao Don Pascual Harriague, pioneiro na produção da casta Tannat no Uruguai.

Escolhido o vinho, vamos para nossa análise. Na taça nota-se uma coloração rubi intenso com reflexo violáceo. No olfato apresenta aromas de frutas vermelhas maduras como a cereja, amora e ameixa, algo leve de pimenta preta. Na boca é forte, com taninos marcando presença, boa acidez e um final de boca agradável e com boa persistência.

É um bom vinho, com boa tipicidade e representação do terroir. Minha indicação, meio que obvia, é a de harmonizá-lo com uma boa carne. Saúde!


 Visual
Rubi intenso com reflexo violáceo
 Olfato
Frutas vermelhas maduras como a cereja, algo leve de pimenta preta e baunilha
 Gustativo
Forte, com taninos marcando presença, boa acidez e um final de boca agradável com boa persistência
 Harmonização
Carne, de preferencia com um bom churrasco.

Por Jonas Magalhães